Roberto Dias, sobre denúncias: Curioso que todo esse ciclo feche no Luis Miranda

O ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias voltou a citar o deputado Luis Miranda (DEM-DF) durante seu depoimento à CPI da Covid. Numa nota divulgada em que negou ter pedido propina ou realizado pressão sobre a negociação da Covaxin, Ferreira Dias afirmou que existiram “terceiros interessados” nas denúncias feitas contra ele, e foi questionado sobre isso durante a oitiva na comissão.

“Minha alusão a terceiros é sobre o deputado Luis Miranda”, afirmou o ex-diretor de Logística. “Curioso que todo esse ciclo feche no deputado Luis Miranda”, disse Ferreira Dias.

O ex-funcionário da Saúde ainda negou que tenha feito qualquer negociação para a compra do imunizante do laboratório chinês CanSino, e que apenas tirou “dúvidas” sobre o processo.

Já sobre o caso da oferta de 400 milhões de doses da Astrazeneca, proposta por Luiz Paulo Dominguetti, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), disse que o fato de Ferreira Dias ter aceitado se encontrar novamente com o vendedor de vacinas logo após a primeira reunião entre os dois, no dia 25 de fevereiro, “leva à desconfiança de todos”. “O senhor se atravessou para discutir vacina quando não era da sua alçada”, disse Aziz.