Coluna do Editor
Coluna do Editor 27/09/19

Disputa

Há alguns dias tem havido uma intensa disputa nos bastidores para comandar o PSD em Toledo. Tanto assim que a direção do partido do governador Ratinho Junior recebeu duas inscrições de chapas em Curitiba. Parece que após um debate acirrado finalmente a fumaça branca foi acionada e o PSD toledano será mesmo comandado pelo empresário Beto Niedemayer (leia-se Allmayer Supermercado), tendo como vice o vereador Vagner Delabio.

 

Interferência

A segunda chapa teria o comando de Carlos Alberto Piacenti, com apoio do deputado federal Vermelho, de Foz do Iguaçu.

 

Estranha

A indicação de Piacenti é, no mínimo, estranha, ainda mais sendo ele o grande ‘guru político’ do atual presidente da Câmara Municipal de Toledo, vereador Antônio Zóio (PSL). A não ser que Zóio e sua turma estivessem dispostos a mudar de ares visando a eleição municipal de 2020.

 

Martelo batido

Apesar dessa interferência externa, o grupo de Beto e Delabio ganhou o verdadeiro cabo de guerra que se criou e o martelo, que era para ser batido apenas em outubro, precisou ser antecipado para evitar problemas ainda maiores.

 

Referência

De qualquer maneira o episódio serve para ampla reflexão das ‘lideranças políticas’ de Toledo pela falta de representatividade hoje no âmbito estadual. Sem um deputado o município está à deriva quando se trata deste tipo de assunto. E não adianta vir com esse discurso de que fulano nos representa, sicrano está ao nosso lado porque, no fundo, no fundo, não é bem assim.

 

Novo campo

Em breve um novo campo de grama sintética será instalado em Toledo, mais precisamente ao lado da Associação de Moradores do Jardim Anápolis, acima da Cervejaria Colônia. A informação é do secretário da Juventude Jairo Cerbarro.

 

Emdur

Nesta sexta-feira (27) será realizada a audiência pública de prestação de contas da Emdur.

 

Acerto

Ainda sobre a Emdur, o vereador Ascânio Butzge (PDT) afirmou ser preciso reconhecer que o prefeito Lucio de Marchi (PP) acertou na nomeação da Emdur com Rodrigo Salles na questão técnica e Mauri Refatti na assessoria jurídica. Só é preciso avisar o vereador que Lídio Michels não é mais o diretor geral. Foi para a Secretaria da Agricultura.

 

Meio ambiente

O vereador Ademar Dorfschmidt (MDB) voltou à denúncia sobre a licitação na Secretaria do Meio Ambiente de Toledo e a questão do incêndio no barracão da associação de catadores que funciona junto ao Aterro Sanitário, além das supostas irregularidades ao processo de licitação que estão sob investigação. Insinuou haver o envolvimento do que chamou de “super secretário” transferido na Casa Civil e que estaria envolvido na questão das horas extras no setor de saúde.

 

Guarda

Ainda sobre o assunto, Genivaldo Paes (PDT) lembrou de um episódio quando ele ainda era guarda municipal, quando houve um furto no Aterro Sanitário. “Se colocar um guarda em cada canto seguirão os roubos...tinha um guarda lá se houve um incêndio criminoso”, comentou. Ele ainda citou o furto de fios elétricos no Hospital Regional “e também tinha guarda. Tem que apurar o caso”.

 

E aí?

Por falar no Hospital Regional, e aí, nada do resultado da perícia da Justiça ainda?

 

Contas

Airton Savello (PTB) foi enfático em seu discurso na segunda-feira quando afirmou que entidade que recebe recurso público, não importa o valor, precisa prestar contas na íntegra. “Não há dúvida que a Cooperútil tinha escritório ligado a um vereador dessa Casa”, disse ele, completando ser necessário zelar pelo patrimônio público, que é o papel do vereador por sinal. “O dinheiro público precisa ser tratado com responsabilidade. Quando o erro acontece a punição chega, ainda mais com a Lei de Responsabilidade Fiscal”, o que é ótimo em sua opinião.