Coluna da ADI-PR
Sem PEC
Sandro Nascimento/Alep/Divulgação
Wilson Picler (Foto: Sandro Nascimento/Alep/Divulgação)

O empresário Wilson Picler alertou que não é preciso recorrer a uma PEC para garantir a prisão em segunda instância como instrumento de lei. "Não há necessidade de emendar a Constituição para pacificar e clarear a questão. Ao aprovar o PLS-147/2018, o Legislativo oferecerá ao Judiciário uma definição de transitado em julgado atualizada que respeita a Constituição, a vontade popular e a necessidade do Estado no combate à criminalidade".

Combate

PIcler disse que já passa da hora de boa parte dos parlamentares "acabar com a guerra de fofocas nas redes sociais e se debruçar nas causas de maior interesse do país". "O combate à corrupção endêmica precisa de instrumentos de lei que possam garantir sua eficácia e a prisão em segunda instância é fundamental", adianta,

Sem fundo

"Os deputados parecem mais preocupados com o fundo partidário para as eleições do ano que vem e entraram numa briga que não interessa aos brasileiros, ávidos pelas mudanças que todos apontamos no processo eleitoral. O povo não esqueceu da nossa pauta de campanha e rejeita essa guerra fratricida", diz Picler.

Suspensão da vacina

"Em novembro, que seria o mês de vacinação contra a febre aftosa, vai ser o marco do fim da vacinação. Não vamos precisar mais vacinar. A vacinação provocava certa rejeição do mercado às carnes do Paraná e para nós, um dos maiores produtores de carne do Brasil, sentíamos afastados do mercado competitivo. Essa é, com certeza, uma etapa rumo ao reconhecimento internacional." - do  secretário Norberto Ortigara (Agricultura) sobre a suspensão da vacinação contra a febre aftosa no Paraná.  

Enquadrados

A deputada Aline Sleutjs e o deputado Filipe Barros - bolsonaristas de carteirinha - se reuniram com os deputados da bancada estadual do PSL do Paraná - Coronel Lee, Delegado Fernando Martins, Delegado Francischini, Do Carmo, Emerson Bacil, Luiz Fernando Guerra, Ricardo Arruda e Subtenente Everton - e cobraram de cada parlamentar a respeito da posição sobre a crise do partido. Do lado do presidente Bolsonaro ou do presidente nacional da legenda, deputado Luciano Bivar (PE)? 

Empreendedorismo

Na próxima quarta-feira, 30, Curitiba vai sediar o primeiro Meeting de Empreendedorismo, um dos eventos mais relevantes do cenário empreendedor e que tem a proposta de contextualizar o desenvolvimento de empreendedores e startups do país de acordo com a conjuntura nacional e internacional.

Redução do Parlamento

Os senadores Alvaro Dias (Pode-PR) e Oriovisto Guimarães (Pode-PR) apresentaram um conjunto de PEC's que reduz o número de parlamentares em um terço. No Senado, dos atuais 81 senadores ficariam em 54 e na Câmara, dos 513 deputados ficariam 342. Os senadores querem que a mesma redução se estenda às assembleias legislativas e câmaras municipais. 

Outro erro?

A Agepar pode ter encontrado mais um erro no cálculo das tarifas do pedágio. Desta vez, na forma como foi calculada a chamada depreciação, que é a remuneração para compensar um investimento, considerando a perda de valor ao longo do tempo. No primeiro erro, encontrado em setembro, o desvio pode ter alcançado a R$ 3 bilhões.

Subsídio

Projeto de lei deputado Evandro Araújo (PSC) regulamenta o subsídio ao transporte coletivo concedido pelo Estado aos municípios. A proposta amplia o benefício, nos moldes dado a Curitiba e região metropolitana, às cidades com mais de 300 mil habitantes (Londrina, Maringá, Cascavel e Ponta Grossa) ou com forte conurbação. “Maringá, por exemplo, tem as mesmas dificuldades de Curitiba em relação a manter um preço justo na tarifa do transporte. Estamos dando isonomia e um tratamento justo na questão do subsídio, além de avançarmos com a garantia de mecanismos de transparência”, defendeu.

Papel Passado

A deputada Cristina Silvestri (PPS) cumprimentou o prefeito Cesar Silvestri Filho pela entrega de 850 títulos de posse de propriedades à famílias do bairro Industrial em Guarapuava.  A entrega foi feita através do programa "Papel Passado". "Essa realização só foi possível porque houve muita vontade política do prefeito que faz uma administração voltada pro bem-estar da nossa gente! Parabenizo todas as famílias que receberam os títulos dos imóveis", disse.

Ratinho aprovado

As ações sociais desenvolvidas pelo Estado, em especial nas áreas da saúde, com campanhas de vacinação do sarampo e controle da dengue, e do emprego, onde o próprio governador Ratinho Junior diz que “o melhor de todos os programas sociais é a geração de empregos”, tem lhe rendido bons resultados. Pesquisas mostram que Ratinho Junior tem 76% de aprovação e está entre os governadores com melhor desempenho no país.

Emendas impositivas

Deputados e senadores do Paraná decidiram destinar R$ 247 milhões em emendas impositivas ao orçamento da União e o Estado ficará com 48% das emendas para compra de ônibus escolares e equipamentos para agricultura.

Da Redação ADI-PR Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.