Aumenta números de óbitos em Assis e Secretaria de Saúde faz alerta à população

A Secretaria de Saúde de Assis Chateaubriand fez um levantamento dos dados dos últimos seis meses sobre os casos positivos do novo coronavírus. A equipe observou que dezembro de 2020 foi o mês com um salto no número de casos confirmados em relação a novembro. O aumento foi de 370%.

Entre julho e agosto, a Secretaria observou um aumento dos casos chegando a 145%. Em setembro houve uma diminuição, mas voltou a subir em outubro. Já em dezembro teve um aumento de 370% e agora no início de janeiro do dia primeiro até a última quarta-feira (6) já havia atingido a marca de 103%.

Através do levantamento foi possível constatar que dezembro foi o mês que houve mais registro de óbito no município, saindo de sete e chegou a 19 mortes por Covid-19 no município. Do dia 1º até 6 de janeiro foram confirmados quatro óbitos, divulgou Fábio Fantin Camilo, secretário de Saúde do município

“Quando se fala em aumento no número de casos de pessoas contaminadas com a Covid-19, isso reflete diretamente no Sistema de Saúde. Foi observado que o Hospital Beneficente Moacir Micheletto está com esforço muito grande para colocar mais alguns leitos de UTI para amenizar a situação. Em nosso ambulatório estamos com deficiência; também temos uma deficiência de técnicos de enfermagem e de médico tanto no hospital como na Secretaria de Saúde. Claro que o prefeito “Valtinho” já deu carta branca e autorizou a contratação desses profissionais. Estamos com edital aberto. Acreditamos que nos próximos dias, as contratações possam ser realizadas. Lembrando que estamos com dificuldade de profissionais de saúde no mercado de trabalho” destacou Fábio.

ORIENTAÇÃO – Para a população, o secretário Fabio Fantin Camilo reforçou os cuidados. “A gente fala para a população sobre os cuidados que devem ser adotados e aquilo que vai dar de reflexo para nós. Observamos que quando se teve um pouco mais de informação as pessoas tiveram mais receio com relação ao Covid-19 e tivemos um número mais baixo de casos confirmados. Os meses de dezembro de 2020 e janeiro de 2021 marcam o período de confraternizações; com isso, verificamos o aumento dos casos positivos. Essas situações são observadas no ambulatório como também no atendimento do Hospital Beneficente. Por este motivo peço para a população se conscientizar sobre o vírus”, orientou ele.

ANÁLISE – A população deve ficar ciente que é essencial o uso da máscara, álcool gel e evitar aglomeração mantendo distanciamento social. O prefeito, Valter Aparecido Souza Correia “Valtinho” vai avaliar nos próximos dias e irá discutir com sua equipe de governo algumas situações com relação a um novo decreto e ações orientativas serão elaboradas à população.

Outro fator preocupante que foi apurado pela Secretaria de Saúde e que os jovens que correm menos risco com relação as complicações do vírus não levam tanto a sério. “A gente não pode esquecer que cada casa às vezes que tem um jovem circulando pode ter um idoso. Ele pode ter um pai, uma mãe ou um adulto jovem com comorbidades, como hipertensão, diabetes e obesidade e isso pode influenciar na condição clínica. É importante a sociedade ter essa consciência de que se contrair o vírus, ele pode ser passado para outra pessoa e dá impressão que muitos se esqueceram do vírus, mas o vírus não esqueceu da gente. A gente cansou do vírus, mas o vírus não cansou da gente. Então fica a deixa e evitar aglomeração. Tentar ficar mais em casa; evitar as festas ou as confraternizações e sempre usar máscara e evitar dividir utensílios”, destacou Fábio Fantin.

O secretário pontuou sobre a vacina. “Ela tem gerado muita discussão e expectativa, mas para nossa realidade ainda não existe nada de concreto, nem data cogitada. Com isso, a população deve adotar as devidas providências, pois se não existir conscientização, infelizmente o reflexo que pode vir pela frente pode ser pior do que já está”.

ASSIS CHATEAUBRIAND