Em Curitiba, prefeito de Maripá defende pautas e alinha captação de recursos

O prefeito Rodrigo Schanoski e os secretários municipais de Governo, Marcelo Biesdorf e de Indústria, Comércio, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Eder Kuroli estiveram em Curitiba entre segunda (26) e quarta-feira (28). Na agenda, pautas voltadas ao agronegócio e a busca por captação de recursos.

Na segunda-feira, Schanoski participou de uma audiência para tratar sobre o subsídio da iluminação noturna a produtores rurais com o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano. Participaram também o presidente da Amop, Leonaldo Paranhos, prefeito de Cascavel, Luiz Ernesto de Giacometti (Palotina) e Valter Aparecido Souza Correia (Assis Chateaubriand), além do deputado estadual Gugu Bueno e do vice-presidente do sindicato Rural Patronal de Palotina, Edmilson Zabotti.

Na pauta, mudanças na legislação sobre a Tarifa Rural Noturna, que prevê desconto especial na tarifa de energia elétrica e nos encargos decorrentes desse serviço no período entre 21h30 à 6h, inclusive no adicional de bandeira tarifária, relativa ao consumo de energia elétrica ativa no meio rural e para unidades classificadas como Cooperativa de Eletrificação Rural que obedeçam aos requisitos da Lei 19.812/2019 e aos dispostos na Lei 20.435/2020.

Os produtores rurais reivindicam uma alteração na lei que teria uma interpretação errônea. Ela cobra por CPF quando o correto seria cobrar por unidade geradora de energia. Da forma atual onera os produtores. “Enfatizei que vou dar todo apoio para mudança na lei, vou dar celeridade a tramitação da matéria. Entrei em contato com a Copel e Secretarias de governo para que o assunto seja resolvido com máxima urgência”, disse Traiano.

BANCO DO AGRICULTOR – O prefeito Rodrigo também participou do lançamento do Banco do Agricultor Paranaense, um programa de crédito exclusivo com juros subsidiados pelo Governo do Estado. Para isso, o Estado vai compensar o agricultor, por meio da Fomento Paraná, com o reembolso de até 3 pontos porcentuais do juro contratado junto às instituições financeiras que trabalham com crédito rural – neste primeiro momento estão credenciados o Banco do Brasil, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e cooperativas de crédito, entre elas o Sicredi de Maripá que esteve representada no evento pelo gerente Fabio Gremaschi e, em conjunto com a agricultora Lidia Pastore, tornou a cidade de Maripá destaque com um projeto encaminhado para implantação de energia renovável no campo. “Iniciativas como essa, junto ao desenvolvimento tecnológico no agronegócio, são cada vez mais importantes para impulsionar a produção de alimentos aqui em Maripá e em todo o Estado”, enfatiza Schanoski.

CAPTAÇÃO DE RECURSOS – A agenda contou com audiência com o secretário do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, João Carlos Ortega e com o diretor geral da Secretaria, Lúcio Tasso. O objetivo foi a captação de recursos a fim de melhorar a infraestrutura urbana da cidade.

A comitiva maripaense esteve, ainda, com o deputado estadual Elio Rusch , que assumiu mandato na Alep durante licença maternidade da deputada Maria Victória. Na ocasião, foram apresentadas demandas do município e o pleito de R$ 350 mil para aquisição de veículo/equipamento.

Camila Angst*

*Com informações da Amop

MARIPÁ