Famílias de Santa Helena recebem certificação de produção orgânica

O município de Santa Helena conta com sete famílias certificadas como produtores orgânicos. Destas, seis trabalham com a produção primária vegetal, ou seja, de hortaliças e frutas, e uma com agroindústria de polpas. Essas famílias fazem parte do núcleo da Associação Municipal dos Pequenos Produtores de Santa Helena (Ampas), denominado Vida Orgânica.

O grupo Vida Orgânica integra a Rede Ecovida de Agroecologia e está inserido no núcleo Oeste do Paraná desde agosto de 2019. Essas famílias receberão o selo Brasil de produto orgânico através da certificação participativa. Este reconhecimento é importante porque possibilita o comércio dos produtos com um valor diferenciado, segundo a técnica da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore), Maria Fabiana de Brito.

O grupo Vida Orgânica é assessorado pela Biolabore por intermédio de contrato com a Itaipu Binacional. O apoio consiste na assessoria burocrática, de comercialização e produção, seguindo os princípios da agricultura orgânica.

O principal destino da produção é a merenda escolar, por intermédio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) municipal e estadual, Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e a feira municipal.

100% ORGÂNICO – A certificação das famílias é um processo importante, segundo Maria Fabiana, tendo em vista que o governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou, em 2019 o decreto regulamentando a Lei 16.751/10, que institui a alimentação escolar orgânica em todo o sistema estadual de ensino do Paraná. O objetivo é incluir alimentos orgânicos gradualmente na alimentação dos alunos das mais de 2 mil escolas estaduais, até chegar a 100% da merenda em 2030.

Atualmente, 8% da alimentação escolar é orgânica e 60% é proveniente da agricultura familiar. Para que o Paraná seja o primeiro estado a ter 100% da merenda orgânica, diversas estratégias serão adotadas, segundo o Governo do Estado, ao longo dos próximos anos. As ações incluem soluções na área de sanidade animal, ampliação da produção e organização dos produtores em associações e cooperativas.

Santa Helena