Ginásio em Maripá terá quadra que reduz impacto e risco de lesões

Confeccionado em borracha de neoprene e madeira na cor marfim, o novo piso que está sendo instalado na quadra do Ginásio de Esportes José Moreira Filho, em Maripá, conta com tecnologia amortecedora que reduz o impacto e o risco de lesões nos atletas. A instalação começou em setembro e deverá ser concluída nos próximos dias.

“Essa tecnologia é muito importante para reduzir o impacto sobre as articulações dos atletas durante quedas ou saltos e vai elevar o nível dos treinamentos das diversas modalidades que temos disponíveis e das competições que realizamos durante o ano”, destaca o secretário de Educação, Cultura e Desporto, Jony Zils.

O investimento para substituição do piso está sendo de R$ 368 mil, custeados integralmente com recursos próprios do município, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Desporto. “Estamos aproveitando este momento em que não está ocorrendo atividades no ginásio devido à pandemia para realizar as melhorias necessárias e que eram reivindicadas por quem utiliza o espaço”, afirma o prefeito Anderson Bento Maria

Segundo ele, a pausa nas competições resultou em economia aos cofres públicos. “Durante este período sem competições não tivemos algumas despesas como arbitragem, por exemplo, além dos vários eventos que o Departamento de Esportes teria realizado nestes meses de pandemia. Isso permitiu o investimento na substituição da quadra e vai avalizar o ginásio de Maripá como um possível local para a realização de jogos em nível regional, pois são poucas as cidades que contam com uma estrutura deste porte e, agora, com essa quadra altamente tecnológica”, destaca Bento Maria.

REFORMA – Além da troca do piso, já foi concluída a substituição do telhado, revestimento e pintura das fachadas, pintura interna e melhorias na iluminação, que está em andamento. O valor total investido ultrapassa os R$ 720 mil, parte dele custeado com recursos próprios por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Desporto e parte com recursos oriundos do pré-sal, repassado pelo Governo Federal por meio da Lei nº 13.885/2019.

O ginásio conta com uma estrutura de mais de 30 anos e foi um dos prédios herdados de Palotina com a emancipação.

Da Assessoria