Hackatour Cataratas bate recorde de participantes e apresenta 17 soluções para o turismo

Após 72 horas de uma intensa maratona on-line, na noite deste domingo (9), as 17 equipes do Hackatour Cataratas apresentaram as suas propostas de soluções inovadoras para o turismo. Os projetos agora serão avaliados por uma banca de especialistas até quarta-feira (12), às 19h, quando ocorre uma live com a divulgação dos vencedores da edição.

O 6º Hackatour Cataratas – que teve como tema “Cidades Inteligentes no Turismo” – bateu recorde de participantes. Ao todo foram 127 inscritos, mais do que o dobro em relação a 2020. Eles representaram diversos estados brasileiros, como Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Sergipe e Pernambuco, além do Paraguai.

“Já é o segundo ano que realizamos o evento on-line e sempre é muito gratificante o empenho dos participantes para trazer soluções para o mercado do turismo”, destaca Elaine da Luz, coordenadora do Hackatour Cataratas. * “Além dos números, notamos uma grande evolução e maturidade dos projetos apresentados”, complementa Mayara Angeli, presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Turismo e Projetos Estratégicos (Idestur), responsável pela realização do evento.

Para aprimorar as suas ideias, as equipes (que foram formadas por profissionais de diferentes expertises) contaram com o apoio de um time de 35 mentores e acompanharam palestras e webinars. A consultora e gestora de projetos do Sebrae Paraná, Rafaela Laurencini, por exemplo, auxiliou os participantes na construção do pitch (uma maneira objetiva e rápida de apresentar um negócio ou ideia inovadora).

“Conversamos sobre estratégia, técnicas e estrutura para que a equipe consiga transmitir de maneira mais assertiva possível os resultados que obtiveram e o potencial do produto”, explica.

PROJETOS – Os projetos podiam ter relação com um dos seguintes eixos: Hotelaria, Turismo Emissivo, Gastronomia, Planejamento Urbano, Atrativos, Turismo Receptivo e Eventos. Entre os projetos, ferramentas para montagem de roteiros de viagem, comunicação entre turistas e estabelecimentos, coleta de resíduos e geração de créditos para ações culturais, totens informativos e simplificação de pagamentos com cupons e cashbacks.

Até quarta-feira (12), as iniciativas serão avaliadas por especialistas que levarão em consideração critérios como criatividade, aplicabilidade e viabilidade de execução. A melhor equipe será premiada com R$ 3.000,00, além de livros, mentorias business do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), consultoria e imersão com o Sebrae-PR, pré-incubação na Uniamérica e curso regular do Instituto de Inteligência Artificial Aplicada (I2A2). O segundo melhor time também fatura o prêmio de R$ 2.000,00 em dinheiro, além de outras premiações.

TRANSFORMANDO IDEIAS EM NEGÓCIOS – A maratona on-line é apenas a primeira etapa do Hackatour Cataratas. Além das premiações, as três melhores equipes seguem para a etapa de Aceleração para o Mercado e o ciclo encerra na fase de Vendas, quando terão a oportunidade de apresentarem suas soluções ao trade turístico na Feira de Turismo e Negócios do Festival das Cataratas, que acontece presencialmente nos dias 1, 2 e 3 de dezembro.

O Hackatour Cataratas é realizado pelo Instituto para o Desenvolvimento do Turismo e Projetos Estratégicos (IDESTUR), com organização do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e apoio estratégico do Ministério do Turismo, Governo do Paraná – por meio da Superintendência Geral de Inovação, Wakalua, UniAmérica, Startup PR, Sebrae Paraná, iCities, Instituto Federal de São Paulo (IFSP) – Campus Campos do Jordão e Assespro-PR.

FOZ DO IGUAÇU