Juiz manda suspender divulgação de pesquisa em Brasilândia do Sul

O juiz eleitoral de Alto Piquiri, Leonardo Menegon, determinou a suspensão da divulgação de uma pesquisa eleitoral em Brasilândia do Sul. A representação foi ajuizada pela coligação Humildade e União por Brasilândia do Sul contra aa empresa Angulo – Instituto Analítico De Pesquisas Ltda, por supostas irregularidades.

A Ângulo registrou pesquisa na Justiça Eleitoral sob o nº PR04027/2020, no dia 24 de outubro, com divulgação para 31 de outubro e 1º de novembro.

Na petição a coligação aponta ausência de adequado plano amostral; ausência quanto à ponderação da pesquisa, vícios quanto à fonte pública desatualizada e divergências de dados; margem de erro incompatível com o nível de confiança; descrição inadequada do perímetro do município; ausência de documentos previstos no art. 2º, da Resolução TSE nº 23.600/2019; e que o disco de amostragem não contempla todas as opções de respostas.

O juiz Leonardo Menegon julgou procedente o pedido e determinou a suspensão de divulgação da pesquisa registrada sob o nº PR04027/2020, em qualquer meio de comunicação, em razão da ausência dos requisitos legais para sua divulgação, sob pena de multa no

valor mínimo de R$ 53.205,00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *