Novo centro de eventos vai impulsionar economia e turismo em Terra Roxa

Terra Roxa, no Oeste do Paraná, gosta de uma boa festa. O calendário é extenso e ocupa praticamente o ano inteiro. Claro, em tempos de “velho normal”, tudo vira motivo para comemoração. Tem a tradicional Feira Moda Bebê, exposição de equipamentos agrícolas, roteiros religiosos, festas de fim de ano, campeonato de cavalgadas e torneio leiteiro.

A cidade de 17.522 habitantes, segundo a mais recente estimativa do IBGE, vai ganhar ainda neste ano um importante aliado para alavancar as celebrações. O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, está investindo R$ 1.656.140,59 na construção de um novo centro de eventos, com contrapartida municipal de R$ 686.626,21.

“É a maneira que encontramos de levar desenvolvimento aos municípios respeitando as características locais. Um centro de eventos ajuda a fomentar o turismo, uma das bandeiras da nossa administração, e por consequência estimula a economia da região, gerando mais emprego e renda para os paranaenses”, destaca o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

O espaço contará com uma área construída de 2.188.29 metros quadrados, dividido em hall, recepção, camarim, salão, palco, coxias, instalações sanitárias, fraldário, acesso e áreas de circulação. A intenção e a movimentação em Terra Roxa é para que o complexo seja inaugurado no começo de dezembro, durante a segunda edição da Feira Moda Bebê de 2020.

“Poderemos dobrar de tamanho e oferecer mais produtos. Se normalmente a feira recebe 5 mil visitantes, conseguiremos atrair 10, 12 mil pessoas. É algo impactante para uma cidade de 17 mil habitantes”, destaca a empresária Cleonice Gali, dona de uma confecção especializada em bebês e presidente do Arranjo Produtivo Local (APL) Moda Bebê de Terra Roxa.

A intenção da associação, diz, é já para 2021 aumentar de duas para três feiras anuais, aproveitando a nova estrutura disponível. A produção de qualidade, superior a 500 mil peças por mês, atrai caravanas do Brasil inteiro, fato que rendeu ao município o título de Capital Nacional da Moda Bebê.

“Teremos um espaço adequado a nossas necessidades, com conforto para atender o consumidor final, formado por gestantes e mães com bebês pequenos”, conta a empresária Luciane de Paula Fedrigo, também dona de uma confecção na cidade.

OUTRAS FESTAS – Mas o calendário de eventos de Terra Roxa não é só formado por moda bebê, ressalta o diretor de obras da prefeitura municipal, Marcos Henrique Tomadon. Segundo ele, é comum as celebrações locais atrair uma multidão de moradores de cidades vizinhas como Altônia, Francisco Alves, Marechal Cândido Rondon, Nova Santa Rosa, Guaíra e Palotina.

Os festejos mais requisitados, revela, são o torneio leiteiro, a exposição de máquinas agrícolas e as comemorações de fim de ano. “Já somos um ponto de referência. Agora, com estrutura adequada, teremos condições de ampliar”, diz.

Tomadon lembra ainda que o centro de eventos integra um complexo pensado para garantir o entretenimento em Terra Roxa. Já a negociação para a construção de um lago artificial, arena para shows e parque de exposições, tudo nos arredores do centro de eventos, atrás do futuro parque industrial da cidade. “O impacto será muito grande, capaz de atrair mais turistas de toda a região”, destaca o diretor.

APOIO – Secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas ressalta que o investimento no município atende as políticas públicas do governador Carlos Massa Ratinho Junior de capacitar os municípios com obras estruturantes.

“O Centro de Eventos vai desempenhar papel importante no desenvolvimento da indústria do município. Irá criar novos canais para a venda dos produtos, além de atuar na divulgação da cidade e da sua produção de alta qualidade”, afirma Ortega.

PARQUE INDUSTRIAL – O Governo do Estado é parceiro também do município na estruturação do projeto de construção do Parque Industrial de Terra Roxa. A Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, por meio do Instituto Água e Terra, repassou 1.509 tubos de 1,2 metro para fazer a canalização do local, ainda antes do início das obras físicas.

De acordo com o diretor de obras, o investimento de R$ 463 mil vai resultar em uma ligação com um dos córregos que cortam o município e garantir cerca de 25% de toda a água consumida em Terra Roxa.

Município revisa Plano Diretor e define prioridades

Os moradores de Terra Roxa terão oportunidade de definir as suas prioridades com a realização da revisão do Plano Diretor Municipal (PDM). A iniciativa foi viabilizada com a liberação de R$ 134,16 mil pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas e operação do Paranacidade, via Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM).

O procedimento permitirá novas definições a respeito do desenvolvimento da cidade, sua expansão urbana e a identificação dos setores a serem priorizados pelas políticas públicas locais. A prefeitura já recebeu a autorização para a licitação da empresa que será a responsável pelos serviços.

No total, desde janeiro de 2019, Terra Roxa recebeu autorizações para investir R$ 4,43 milhões, em do Tesouro do Estado, de operações de crédito e em contrapartidas municipais, em sete ações diferentes.

A maior delas é para a construção do Centro de Eventos. Há um projeto para a pavimentação de vias urbanas (R$ 718,56 milhões, em execução), três de recapeamento asfáltico: R$ 502 mil, em execução; de R$ 403.68 mil e de R$ 279,87 mil, já concluídos. Há também aquisição de veículo pick-up, de R$ 58,9 mil, já entregue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *