O importante é oferecer segurança à cadeia produtiva de suínos, diz diretor comercial da EnerDinBo

Uma empresa tem a função de gerar emprego e renda e crescimento para o local em que está instalada, afirmou o diretor comercial da EnerDinBo Energia Valdinei Silva durante a solenidade de inauguração da primeira Usina Híbrida de Biogás e Fotovoltaica, realizada em Ouro Verde do Oeste.

Em seu pronunciamento, Silva disse que o objetivo dos empreendedores é limpar o meio ambiente, gerar renda para o município e colaborar com a população. “Queremos auxiliar na geração de tributos ao Município e agregar valor ao produto para retornar em investimentos”.

Ele recorda que quando a empresa foi desafiada para instalar-se em Ouro Verde do Oeste, a equipe realizou estudos sempre com o pensamento em distribuir renda e riqueza. “A obra dispôs de tempo, investimento e pesquisa. O processo demandou de estudos complexos. Trouxemos tecnologia inglesa, alemã e japonesa e construímos a usina 100% para e pela nossa gente. É uma solução para o mundo em parceria com a Ciobigás e com os empresários”.

No contexto do agronegócio, a planta possui boa representatividade. Silva enfatiza que municípios poderão conhecer a experiência de Ouro Verde do Oeste, melhorá-la e replicá-la. “Nós queremos gerar emprego, renda e sermos remunerados”.

                                                                                  

AGREGAR VALOR – O diferencial da Usina é o fato dela tratar o biogás em sua totalidade. “Os dejetos de suínos são tratados e transformados em energia e adubo. O importante é oferecer segurança à cadeia produtiva de suínos”, enfatiza Silva.

O diretor técnico da EnerDinBo Thiago González salienta que o sistema híbrido foi pensado para aproveitar todo o potencial da usina. “Isso garante uma perenidade maior, porque durante o dia conseguimos usar as placas solares para gerar energia elétrica, enquanto isso armazenamos o biogás e podemos utilizá-lo a noite quando não tem sol”, explica González ao acrescentar que a usina fotovoltaica possui potência instalada de 500 quilowatts/hora.

Ele pondera que o convênio fortalece ainda mais o Paraná. “A CIBiogás pode colaborar com a sustentabilidade do Estado. É um ato de coragem para levar essa tecnologia. O Estado tem condição de realizar essa transformação desde o porto até a região Oeste. Parabéns a todos e aos produtores desejo sucesso ao empreendimento”.

O diretor comercial da EnerDinBo Energia Valdinei Silva finaliza que o Estado teve o papel de incentivar todo o processo. “O empreendimento é o nosso presente para a humanidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.