Agentes de Combate a Endemias finalizam coleta de dados do LIRAa

Os Agentes de Combate a Endemias concluíram a fase de coleta de dados para o primeiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), em Toledo. Os serviços começaram no dia 4 de janeiro e as chuvas registradas no período influenciaram nas atividades dos agentes.

De acordo com a coordenadora do Setor de Endemias em Toledo Lilian Konig, os servidores analisaram os dados durante a terça-feira (12). A expectativa é finalizar a avaliação das larvas até esta quarta-feira (13).

No último período sazonal, o LIRAa foi suspenso em março por conta da pandemia da Covid-19. Entretanto, a equipe de Endemias continuou a campo com o trabalho de vistoria e orientação para a população.

Lilian recorda que as altas temperaturas ocasionadas pela estação tornam a proliferação do mosquito preocupante. “É justamente neste período de calor intenso e de chuvas isoladas que os vetores se desenvolvem, podendo ocasionar um surto da doença”.

Em uma informação preliminar, a coordenadora pontua que a situação é preocupante em Toledo. “Um trabalho de conscientização deve ser realizado com a população, principalmente, nos locais que apresentarem um índice considerado elevado”.

Os servidores visitaram imóveis localizados nos bairros Europa, Jardim América, Boa Esperança, Maracanã, Paulista, Santa Clara IV, Santa Clara III, Pinheirinho, Jardim da Mata e Pioneira. Também realizaram coletas nos bairros: Tancredo, Centro, Operária, São Pelegrino, Concórdia, Independência, Centro de Eventos, Porto Alegre, Panambi, Gisela e Pasqualli.

Da Redação

TOLEDO