Motoristas dos transportes de cargas e coletivo são vacinados a partir de hoje

Começa hoje (1º) a vacinação contra a Covid-19 para os motoristas do transporte de cargas e do transporte coletivo. A imunização será feita em dose única com a vacina da Janssen, divisão farmacêutica da Johnson & Johnson. Em Toledo, a vacinação para esses trabalhadores ocorrerá em três dias com 600 doses disponíveis.

Os motoristas do transporte de cargas e do transporte coletivo podem procurar a dose na Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Panorama. A vacinação ocorre hoje, nesta sexta-feira (2) e neste sábado (3), das 8h30 às 16 horas. É preciso apresentar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o Cartão SUS, o Cartão de Vacina (caso não tenha será disponibilizado na hora) e o comprovante de exercício da atividade. São aceitos documentos como Carteira de Trabalho ou Contra Cheque para empregados; Carta Frete/Manifesto para trabalhadores autônomos ou outros comprovantes do exercício da atividade. Importante lembrar que os documentos não serão retidos, por isso os motoristas podem levar o original.

O Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat) apoia essa ação e mobiliza a divulgação da vacinação nas redes sociais para que todos os trabalhadores possam ser imunizados. “É importante essa vacinação para os caminhoneiros, porque foram eles que não deixaram o país parar com essa pandemia. Desde o primeiro momento eles atenderam ao chamado das autoridades e não deixaram a sociedade desabastecida”, comenta o gestor operacional da Unidade de Toledo Euclides Antônio Heiss.

Ele considera que a vacinação para essa categoria poderia ter sido feita em uma etapa anterior, mas comemora o fato dos profissionais já estarem neste grupo prioritário. “São eles que rodam pelo Brasil todos os dias. São eles que fazem essa movimentação dos alimentos e demais produtos. O transporte no Brasil é feita quase que na totalidade pelo transporte rodoviário. Temos que valorizar esses profissionais”, complementa Heiss.

IMPORTANTE – Os motoristas que vão se vacinar contra a Covid-19 devem estar atentos aos intervalos entre uma vacina feita anteriormente, como a da Influenza, por exemplo. É necessário o intervalo de 15 dias entre vacinas e o intervalo de 30 dias para quem teve sintomas de Covid-19 ou exame confirmando a doença.

Da Redação

TOLEDO