Secretária de Saúde participa de reunião do Rotary Centenário e enfatiza cuidados

A pandemia do novo coronavírus ainda não acabou e, por isso, a informação é uma importante ferramenta de enfrentamento da Covid-19. A secretária Municipal de Saúde Denise Liell participou, nesta semana, da reunião ordinária do Rotary Club de Toledo Centenário para tratar essa temática. Ela falou sobre o atual cenário epidemiológico do coronavírus na cidade e os integrantes sanaram algumas dúvidas.

Segundo Denise, o cenário enfrentado em Toledo é semelhante ao do Paraná e ao Brasil. “Na semana passada, o município superou uma marca de índices positivos. Nós chegamos a ter 64% dos testes coletados com resultados positivos; anteriormente esse número não havia sido alcançado. É uma situação que nos preocupa, pois o índice de transmissão da Covid-19 está forte”.

A secretária salienta que a preocupação é maior com a proximidade do Natal. “Em 2020, as comemorações deverão ser diferentes. Nós orientamos as famílias para que aglomerações ou festejos sejam evitados. É preciso evitar o acúmulo de pessoas e manter o distanciamento (sem muitos abraços ou aproximações)”.

Todas as orientações repassadas pelas autoridades possuem a finalidade de evitar a proliferação ou o contágio do novo coronavírus e, por consequência, preservar vidas. A Macrorregião começou com 71 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Atualmente está com 172 leitos e com expectativa de ampliação.

FISCALIZAÇÃO – Ao ser questionada sobre o trabalho de fiscalização nos empreendimentos ou o diálogo com os empresários, Denise comenta que a Secretaria tem realizado uma força tarefa com a Vigilância em Saúde e até antes mesmo da ampliação dos números no município. “Esse tipo de trabalho não aparece para a sociedade, mas os servidores da Vigilância não pararam de trabalhar ou visitar os ambientes”, afirma a profissional.

Ela complementa que as visitas possuem os objetivos de orientar e de averiguar se o decreto vigente está sendo cumprido. “É uma ação maior que além de identificar os locais que não estavam cumprindo com o decreto. A ação é contínua e se repete toda a semana”.

A secretária de Saúde também revela que participou de uma reunião com a Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) sobre a atual situação e a do setor de eventos. “Ele foi o último a retornar ao trabalho e é o primeiro a ser impactado. Existe uma cadeia que sobrevive com os eventos”.

RECOMENDAÇÃO – Outro assunto abordado durante a participação da secretária na reunião do Rotary foi a possibilidade da prorrogação do decreto estadual que se encerra nesta quinta-feira (17). Sobre essa questão, a secretária comenta que o Comitê de Operações Emergenciais (COE) do Paraná deverá discutir o coronavírus e a dengue. “Acredito que o Estado deve se posicionar sobre a condição do decreto. Em Toledo, nós vamos monitorar os dados para a tomada de decisão. É importante ter essa discussão com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa)”.

Na ocasião, Denise revela que as equipes estão, completamente, esgotadas. “Os profissionais se desdobram para realizar as atividades. Nós precisamos da colaboração da comunidade e ela é muito importante. Parece que somente atribuímos a responsabilidade para a população, mas nós sabemos do nosso compromisso e não podemos somente ampliar os serviços”, destaca a secretária ao enfatizar que o índice de positividade precisa ser diminuído. “É importante mostrar para o jovem que ele precisa se cuidar. Os que sofrem as consequências são os familiares ou os amigos”.

Para finalizar, a secretária destaca que a população precisa, mais do que nunca, seguir as recomendações repassadas desde o começo da pandemia, como fazer o uso da máscara ao sair às ruas, higienizar as mãos com sabão ou álcool em gel 70%, evitar aglomerações e praticar o distanciamento social.

Da Redação