Teste Covid-19: UTFPR prevê realizar mais ações junto à comunidade

O projeto piloto de teste molecular para detecção do SARS – CoV – 2 da Universidade Tecnologia Federal do Paraná (UTFPR), campus de Toledo, expandiu para a comunidade. Nos dias 19 e 20 de outubro – durante o 1º Am&Tech – Arranjo Municipal de Tecnologia, Ciência, Inovação e Empreendedorismo – as coletas foram feitas. Apenas um resultado deu positivo para a doença. A projeção é que sejam realizadas mais ações junto à comunidade.

No primeiro dia da ação foram realizados 28 exames. Já no segundo dia foram 58, totalizando 86 análises. “Apenas um resultado foi positivo”, cita o professor, Thiago Cintra Maniglia. “Com isso, tivemos uma taxa de 1,16%. Estudos mostram que na população geral – no caso de pessoas assintomáticas também que fazem o teste – a taxa é de 1% a 1,5%, ou seja, ficamos muitos próximos do mínimo e isso aponta que estamos em uma situação melhor em relação a pandemia”.

O projeto piloto interno tem o objetivo de padronizar os protocolos e ter confiança nos exames. Maniglia comenta que nos primeiros exames, as pessoas que tiverem positivo para Covid-19 realizaram os testes em outros laboratórios que também receberam parecer positivo, isso fez com que o projeto tivesse 100% de acerto.

“No total já fizemos 225 exames, sendo que cinco foram positivos. Tivemos taxa de 2,22%, ou seja, mais elevada. Contudo, existe uma explicação, pois o nosso ponto de coleta na universidade tende a realizar mais testes de pessoas que estão com sintomas, por isso, não é a população como um todo e a tendência é que a taxa seja mais elevada”, explica o professor.

MAIS AÇÕES – Conforme o professor, o projeto prevê mais duas edições junto à comunidade. Ele cita que ainda está ocorrendo as tratativas para a confirmações do locais e datas dessas atividades externas.

Nas ações externas, para realizar o exame é preciso ter mais de 18 anos, preencher o termo de consentimento e não ter comido, bebido ou usado spray nasal 30 minutos antes do exame. O teste é feito com a amostra da coleta de saliva. A divulgação para a pessoa é através do WhatsApp ou e-mail, com o resultado e a emissão de um laudo.

Da Redação

TOLEDO