Flávio Arns questiona realização de concurso da Polícia Civil em Curitiba

O senador Flávio Arns (Podemos-PR) está questionando o Governo do Paraná e a Prefeitura de Curitiba sobre a manutenção da prova da primeira fase do Concurso da Polícia Civil do Paraná (PCPR), que conta com 106 mil inscritos de todas as partes do país. A prova será aplicada neste domingo (21) em 300 locais de Curitiba e Região Metropolitana.

Para o senador, manter a realização da prova no cenário atual da pandemia traz elevado risco para os participantes, para Curitiba e para o Paraná. “Entendo a necessidade do processo seletivo para a recomposição dos quadros da Polícia Civil, mas promover o grande fluxo de circulação de pessoas em mais de 300 locais de prova neste momento é uma temeridade”, manifestou o senador em ofício encaminhado ao governador Ratinho Jr e ao prefeito de Curitiba, Rafael Greca. 

“É de se questionar por que o Governo do Estado, promotor do concurso, manteve a realização da prova que atrairá milhares de pessoas ao nosso estado neste final de semana, apesar de todas as medidas restritivas que foram adotadas pelo próprio governo estadual, com razão, durante o Carnaval. Ao mesmo tempo, como a Prefeitura Municipal de Curitiba, que vem adotando diversas medidas de contenção da disseminação do vírus, permitiu que a prova fosse realizada em nossa capital”, indaga o senador.

Arns também quer saber que medidas serão tomadas após a realização da prova para assegurar que as escolas que receberão os candidatos no domingo estejam seguras para o retorno dos estudantes e profissionais da educação ao ambiente escolar na próxima semana.

“Na expectativa de que os órgãos responsáveis se pronunciem, ressalto a necessidade de que medidas de prevenção sejam tomadas para garantir a segurança da comunidade escolar que já foi severamente penalizada ao longo dessa pandemia”, finaliza. 

Da Assessoria