20ª Regional de Saúde de Toledo promove reunião com novos gestores

A equipe da 20ª Regional de Saúde de Toledo deve se reunir com os novos gestores dos 18 municípios. Os objetivos são apresentar as políticas promovidas em Saúde no Estado e as eventuais ações para o futuro. A expectativa é que cada reunião aconteça a partir do mês de fevereiro.

O diretor da Regional Alberi Locatelli esclarece que os encontros devem ser realizados com os prefeitos e os secretários. “Nós pretendemos apresentar resumos dos programas da Regional de Saúde”.

Dengue, pandemia da Covid-19 e cirurgias eletivas serão temas abordados com os gestores. Locatelli recorda que muitos municípios da Regional entraram em epidemia da dengue no ciclo passado e, por isso, a necessidade de enfatizar que cada cidade realize um trabalho de conscientização com a população.

Com relação a pandemia, ele pontua que ainda é uma situação vivida pela sociedade. Em 2021, existe a expectativa da vacina. E, por último, as cirurgias eletivas. “Na medida em que os casos da Covid-19 diminuírem, nós pretendemos retomar os procedimentos dessas cirurgias. As filas aumentaram no último período, pois os procedimentos foram suspensos no ano passado”.

Ele complementa que as demandas são nas áreas ginecológicas, neurológicas, de cataratas, ortopédicas, entre outras. “Manteremos contato com cada município para averiguarmos qual a especialidade que apresenta maior demanda para trabalharmos cada situação. Contudo, necessitamos de disponibilidade de hospital para fazer o procedimento”, alerta.

AÇÕES – O diretor da 20ª Regional salienta que o Estado pretende ainda enfatizar as ações na Atenção Básica. Locatelli explica que aproximadamente 70 ou 80% dos atendimentos poderiam ser resolvidos na Atenção Básica de cada município. “2020 foi um ano atípico devido ao novo coronavírus e no decorrer dos dias o trabalho ganhou ritmo. Em 2021, a orientação é que os profissionais realizem os atendimentos na cidade de origem e busquem evitar que a condição do paciente se agrave”.

Ele pondera que informações de todos os Programas do Estado serão intensificadas com os municípios. “Nós queremos evitar que o paciente seja transferido para a hospital de referência sem a real necessidade”.

Neste ano, a 20ª Regional de Toledo também pretende intensificar os trabalhos nas microrregionais. Ação semelhante foi realizada no Hospital Municipal Moacir Micheletto e foi benéfica. Atualmente, a unidade é uma das referências para o tratamento da Covid-19. “Nós queremos fortalecer o trabalho de outros hospitais e, desta maneira, fortalecer o atendimento e diminuir a carga no hospital de referência, no caso, a Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná (Hoesp), mantenedora Hospital Bom Jesus”.

Da Redação

TOLEDO