Covid-19: 20ª Regional de Saúde de Toledo recebe insumos para a vacinação

A etapa mais aguardada no período de enfrentamento da pandemia, que é a preparação para a chegada da vacina contra o novo coronavírus teve início no Paraná neste final de semana. A carga, com seringas e agulhas, máscaras de proteção individual, aventais e carteirinhas de vacinação, já está na 20ª Regional de Saúde de Toledo. Os materiais foram recebidos pelo diretor Alberi Locatelli e a sua equipe na manhã deste domingo (17). Nesta segunda-feira (18), os profissionais realizam as separações dos materiais para cada município. A entrega está prevista para acontecer na manhã desta terça-feira (19).
Quatro caminhões carregados com 2,2 milhões itens saíram, no último sábado (16), do pátio da central de abastecimento e suprimentos da Secretaria de Saúde do Paraná, em Curitiba. Os veículos foram escoltados pela Polícia Militar e tiveram o apoio logístico e de segurança da Defesa Civil nesta operação. No Oeste do Estado, o serviço foi finalizado na Regional de Foz do Iguaçu neste domingo.
De acordo com o diretor da 20ª Regional de Saúde de Toledo Alberi Locatelli, o Governo do Paraná tem se preparado para a chegada da vacina contra o novo coronavírus. “Quando o Ministério da Saúde repassar as vacinas ao Estado, a logística está organizada no Paraná. Helicópteros, aviões, vans ou caminhões distribuirão as vacinas, imediatamente, até as Regionais de Saúde. O Paraná será um dos Estados que começará a vacinação nos 399 municípios e no mesmo dia”, revela Locatelli ao c comentar que essa é a expectativa do Governo.

VACINAS – A Paraná deverá receber doses das vacinas Oxford e Coronavac. “O cidadão deverá tomar a primeira e a segunda dose da mesma vacina. Quanto mais pessoas imunizadas contra o coronavírus; melhor será o enfrentamento a doença. Assim que chegar em meu grupo prioritário, tomarei a vacina. Antes, estávamos em uma ‘guerra’ sem ‘armas’, agora começamos a nos ‘armar’ para combater o coronavírus e, principalmente, diminuir a proliferação desse vírus nos municípios”, salienta Locatelli.
O Paraná deve vacinar, neste momento, mais de quatro milhões de pessoas até o mês de maio. O diretor da 20ª Regional de Saúde destaca que o Paraná sempre teve a preocupação em organizar os leitos, sejam de enfermaria ou de Unidade de Terapia Intensiva. “Quando precisamos de novos leitos; eles foram buscados e disponibilizados nos hospitais”.
Locatelli ainda destaca que a população, mesmo diante da informação da disponibilidade da vacina, deve manter os cuidados, como o uso da máscara, lavar as mãos com água e sabão e com frequência, utilizar álcool em gel, evitar aglomeração e manter distanciamento social. “Todos os municípios estão preparados. As orientações aos profissionais vão seguir durante a campanha”, finaliza.

Da Redação
TOLEDO