SPM e Conselho da Comunidade promovem curso no CJU Coopagro

A Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) de Toledo, em parceria com o Conselho da Comunidade, iniciou nesta terça-feira (9), o projeto de “Formação na Confecção de Mosaicos e Peças em Vidro Fusing”. O evento, destinado a egressas do sistema prisional (e seus familiares) e mulheres em situação de violência, teve sua aula inaugural no Centro da Juventude (CJU) Mariana Luiza von Borstel, no Jardim Coopagro (Rua Pacífico Dezem, 337).

De acordo com a secretária de Políticas para Mulheres, Jennifer Teixeira, o projeto (com carga-horária total de 30 horas) visa oportunizar o autoconhecimento a melhora da autoimagem e valorização humana, geração de emprego e renda, utilizando vidros que são descartados indevidamente na natureza. “Mais do que criar habilidades no artesanato com o vidro, o objetivo desta formação é promover reinserção social e melhora na vida econômica das participantes por meio do desenvolvimento de um trabalho artesanal, despertando a criatividade e ampliando as possibilidades de geração de renda”, observa. “Trata-se de um marco importante na reintegração social de egressas do sistema penal e vítimas de violência. É essencial que a sociedade faça sua parte na reintegração e qualificação destas mulheres, a fim de garantir a sua emancipação, valorização e autonomia”, salienta.

O membro do Conselho da Comunidade, Otmar Plec, explica que a ideia de oferecer este curso com vidro fusing surgiu de um projeto realizado há alguns anos com internas do sistema carcerário. “Na época foi feito todo um treinamento e elas gostaram tanto do projeto e algumas nos questionaram se era possível utilizar esse conhecimento quando ganhassem a liberdade. A partir disso, surgiu no nosso coração o desejo de atendermos as pessoas que já cumpriram suas penas e seus familiares, bem como as mulheres vítimas de violência”, relata. “Em virtude da estrutura profissional, com especialistas nas áreas de Serviço Social e Psicologia, esta parceria com a SPM será muito importante na condução deste projeto que tem o objetivo de trabalhar a criatividade das alunas por meio de uma atividade que pode gerar emprego e renda, algo que pode fazer a diferença na vida de muitas delas em razão de serem arrimos de família”, pontua.

Da Prefeitura de Toledo-PR