Ação ambiental do Biopark garante manutenção da qualidade do ar

Pautado pelo respeito ao meio ambiente e aliando inovação com sustentabilidade, o Biopark realiza uma série de ações ambientais. O Plano Ambiental de Construção (PAC) contempla programas e iniciativas que levam em consideração as diferentes fases de implantação do Parque. Uma dessas fases considera ações realizadas para o Gerenciamento de Emissões Atmosféricas, com foco em monitorar a qualidade do ar no local.

Na etapa atual de implantação do Biopark, é realizado o controle e análise da emissão de poluentes causados por veículos pesados, maquinários e equipamentos utilizados na construção civil, além de poeira. Entre os objetivos estão minimizar eventual desconforto aos circulantes e moradores das proximidades; registrar as condições das emissões; avaliar o atendimento às regulamentações aplicáveis; identificar as oportunidades de melhorias e propor medidas que garantam a manutenção da qualidade do ar.

O monitoramento da emissão de poluentes atmosféricos é feito por meio de inspeções visuais com base na escala Ringelmann, que leva em conta, por exemplo, a cor da fumaça emitida pelos veículos e equipamentos presentes na obra. “Essa avaliação é importante pois ajuda a controlar a emissão de poluentes atmosféricos provenientes da combustão em motores a diesel, como ocorre em escavadeiras e caminhões. Para uma emissão aceitável é essencial a manutenção preventiva dessas máquinas e equipamentos”, explica Thiago Bana Schuba, supervisor ambiental no Biopark. As medições foram feitas de julho a dezembro de 2020, avaliando uma média de cinco veículos por mês, sendo que os dados levantados estão dentro dos aceitáveis em legislação.

Além disso, quando detectados eventos críticos de poluição por emissões de poeira, sobretudo próximo a áreas com circulação de pessoas, solicitam-se ações de mitigação aos responsáveis, como umidificação com o auxílio de caminhões-pipa. 

“As ações preventivas realizadas pelo Biopark contribuem para a conservação do meio ambiente. Especialmente no caso das emissões atmosféricas, também estamos cuidando do bem-estar de todas as pessoas que circulam no local”, finaliza Thiago Bana Schuba.

TOLEDO