Aeroporto de Toledo está habilitado a realizar pousos por instrumentos

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou tecnicamente o estudo aeronáutico encaminhado pelo Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho, de Toledo, a realizar pousos por meio de instrumentos (IFR) em condições meteorológicas de voo por instrumento (IMC) de aeronaves ATR-72, a mesma utilizada pela Azul Linhas Aéreas. A isenção concedida para este tipo de operação, foi deferida na última terça-feira (6) e passará a ter validade a partir da publicação da portaria no Diário Oficial da União (DOU), o que deve ocorrer em breve.

Até então, só era possível realizar a aterrissagem quando o piloto conseguia contato visual com a pista. “Nós já temos o procedimento de pouso por instrumentos homologado há mais de dez anos e foi considerado neste estudo o melhor aproveitamento da capacidade dos equipamentos aeroembarcados desta aeronave. Em nosso processo de Certificação Operacional, a Anac não autorizou esta operação em função dos obstáculos presentes no aeródromo, tais como hangares e terminal de passageiros, mais exatamente na faixa de pista, área protegida para uma possível saída de pista do avião”, explica o diretor do aeroporto, Luciano Puzzi. “Foram dois anos monitorando e levantando dados meteorológicos, dados da operação e monitoramento diário das condições operacionais do aeroporto. A partir disso, a administração aeroportuária idealizou e apresentou à Anac um estudo aeronáutico demonstrando todos os cenários característicos e com uma avaliação detalhada do risco operacional. Na ocasião, foram propostas medidas mitigadoras adicionais para uma elevação da segurança operacional, garantindo a total viabilidade na operação. Após algumas revisões e várias reuniões, virtuais e uma presencial em Brasília, com os técnicos da agência, esta demanda nossa foi atendida”, relata.

O diretor observa que a autorização da Anac mantém outras medidas restritivas para quando o ATR-72 estiver realizando sua operação já em solo, como a impossibilidade de aterrissagem de outra aeronave do mesmo modelo estiver  ocupando o estacionamento no estacionamento principal do aeródromo. Apesar disso, este deferimento da agência reguladora significa um grande avanço para a operação do Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho. “Em situações em que as condições climáticas não estão favoráveis, os voos de ATR-72 que tinham Toledo como destino eram alternados para outras cidades, o que gerava uma série de inconvenientes para passageiros, tripulação e companhia aérea. A partir de agora, raramente será necessário fazer esse remanejamento, o que representa um diferencial importante para nós”, salienta.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, de Inovação e Turismo, Diego Bonaldo, pasta que gerencia o aeroporto, celebra esta aprovação. “O aeroporto é um grande equipamento para o desenvolvimento do município e da região. Ele já tem uma qualidade muito grande em termos de visibilidade e agora, com essa isenção, mitigamos praticamente todas as possibilidades de ter algum cancelamento de pouso em razão de problemas climáticos. Dessa forma, esta estrutura consegue cada vez mais mostrar sua eficiência, provando que vale a pena investir neste modal de transporte que tem um potencial enorme para atrair investimentos para Toledo”, avalia. “Somos muito gratos à Acit [Associação Comercial e Empresarial de Toledo], que contratou o consultor Fabrício Alves Correa, que colaborou de forma decisiva para o resultado positivo que obtivemos”, agradece.

Mais conquistas

Nesta semana o Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho obteve mais uma vitória na Anac. O órgão regulador, por meio da Portaria nº 5.361/2021, publicada na edição da última quarta-feira (7) do Diário Oficial da União (DOU), concedeu a Certificação AVSEC após aprovação do seu Programa de Segurança Aeroportuária (PSA). 

A partir disso, o aeródromo entra na lista dos aprovados em “Segurança na Aviação Civil Contra Atos de Interferência Ilícita”.  “O que já vinha sendo praticado com eficiência tornou-se oficial e essa anuência nos dá a certeza de que o nosso aeroporto garante e contribui de forma cada vez mais efetiva com a proteção da aviação brasileira”, destaca. 

Da Prefeitura de Toledo-PR