Albergue Noturno Allan Kardec retoma atendimentos

O Albergue Noturno Allan Kardec, agora como Casa de Passagem, retomou os atendimentos na segunda-feira (15). A estrutura passou por diversas reformas que permitem melhor atender o público acolhido. Medidas de segurança e todos os protocolos de combate a Covid-19 são devidamente aplicados pela equipe.

O diretor o Albergue, Ademir Francisco Bebber, explica que o objetivo é atender pessoas que estejam de passagem pela cidade, por exemplo, acompanhantes de pacientes internados que não têm onde passar a noite, entre outras situações. “Excepcionalmente, serão atendidos moradores de rua. Esse público permanece sendo acolhido no Ginásio Aldanir Angelo Rossoni (antigo CCR), na Avenida Ministro Cirne Lima, desde o mês de março do ano passado. No Albergue iremos acolher aquelas pessoas já optaram em deixar essa situação rua, que buscaram mudança de vida. Essa pessoa poderá ficar acolhida o tempo que for preciso”.

Em condições normais – sem pandemia – o Albergue tem capacidade para atender 30 pessoas. Entretanto, inicialmente, será acolhida apenas uma por quarto, totalizando dez pessoas. Além disso, são disponibilizadas máscaras, caso elas não tenham esse item de proteção.

ACOLHIMENTO NOTURNO – O acolhimento acontece por ordem de chegada. A pessoa tem um local adequado para tomar banho, recebe jantar, espaço para dormir, café da manhã e almoço. No momento, a estrutura não conta com toda a equipe necessária para o preparo das refeições, por isso, o almoço ofertado é uma marmita para cada acolhido.

“Ainda não conseguimos deixar o espaço conforme o projeto. A ideia é ampliarmos o local para que a pessoa acolhida tenha a oportunidade de recomeçar a vida”, comenta o diretor ao explicar que o projeto prevê a construção de um auditório, área para televisão, biblioteca, laboratório e setor administrativo, para a realização de palestras, oficinas e meios de capacitação.

TEMPO FECHADO – Em maio de 2018, o Albergue suspendeu as atividades para os trabalhos de reforma. Em 2019, a diretoria encaminhou um ofício ao Conselho Municipal de Assistência Social de Toledo e solicitou a emissão do registro, porém a resposta apresentada em outubro do mesmo ano não foi favorável.

O documento emitido pelo Conselho, na época, considerou que o Grupo Espírita Fraternidade – entidade mantenedora do Albergue Noturno Allan Kardec – não estava prestando serviços para a população fator que inviabilizava a emissão do registro solicitado até a efetivação dos atendimentos fosse realizados de maneira continuada.

Devido alguns atrasos nas obras e o Albergue ficou seis meses sem atender a população. Na época, segundo o diretor, o Conselho não emitiu o registro e alegou que seria preciso voltar a atender a população e isso sem contar com o apoio financeiro do município.

“Retomamos os trabalhos sem aporte financeiro do poder público. Em tratativas com o prefeito, ele se mostrou interessado em colaborar. Enquanto isso não acontece iremos dar sequência aos atendimentos de acordo com o possível e para mantermos o Albergue serão realizadas constantes promoções, além de contarmos com doações espontâneas”, conclui ao destacar que o Albergue presta serviços a população faz mais de 25 anos.

Da Redação

TOLEDO