Apoio da Unidade Covid-19: Casa de Parto Normal não tem previsão para ser inaugurada

A estrutura da Casa de Parto Normal do Hospital Bom Jesus continua sendo utilizada com outra finalidade. A pandemia adiou a inauguração do espaço – que está finalizado – contudo, devido a localização dentro do Hospital, está servindo como apoio a Unidade Covid-19.

“A localização permite que os profissionais tenham um espaço adequado para higienização”, explica a superintendente do Hospital Bom Jesus, Zulnei Bordin. “A estrutura é utilizada como Unidade de Apoio desde o início da pandemia. Ainda não temos previsão de quando o espaço estará desocupado para as atividades voltadas aos atendimentos de partos”.

Devido a localização dentro do hospital, a estrutura da Casa de Parto Normal serve como farmácia, copa, área de banho e vestuário para os profissionais. Ela permite uma trafegabilidade mais segura, além de facilitar os trabalhos dos profissionais que atuam na linha de frente ao combate da doença.

Os pacientes acometidos pela Covid-19 – que são transferidos para o Bom Jesus – entram pelo Centro de Parto. Essas pessoas passam pelo corredor da estrutura para subir para Unidade Covid-19. “De qualquer não teríamos como colocar gestantes naquele espaço, mesmo se ele não estive servido como Unidade de Apoio”, aponta Zulnei ao citar que em colocar em atividade a Casa Parto, as gestantes continuam sendo atendidas na Ala da Maternidade.

ATENDIMENTOS ESPECIALIZADOS – As pacientes dos 18 municípios da área de abrangência da 20ª Regional de Saúde serão atendidas na estrutura. O espaço conta com uma estrutura completa para o parto natural humanizado e terá uma recepção exclusiva para as gestantes e acompanhantes. A Casa de Parto Normal deverá funcionar 24 horas.

Ao todo, o espaço conta são cinco leitos. Com essa estrutura, cinco pacientes podem ser internadas diariamente. Além disso, a equipe é composta por médico obstetra, enfermeira obstetra, técnico de enfermagem e pediatra.

Sem poder prestar os atendimentos as gestantes dentro do Centro de Parto Normal, os trabalhos seguem no ambulatório do Hospital Bom Jesus. Contudo, devido à pandemia foi preciso adotar novas medidas de segurança na tentativa de evitar o contágio das pacientes, com restrições ainda mais ríspidas nos casos de cesárea, pois, mais pessoas ao entrarem em contato com o centro cirúrgico mais aumentam as possibilidade de proliferação do vírus, devido ser um procedimento mais evasivo.

REFERÊNCIA – O Centro de Parto Normal foi construído na antiga instalação da Clínica de Hemodiálise. Com a saída da empresa o espaço ficou livre. A estrutura foi reformada para atender as exigências previstas no projeto arquitetônico.

A tramitação para a implantação desse espaço teve início em 2017, mas foi em fevereiro de 2019 que as obras começaram. A estrutura foi concluída em janeiro deste ano. A equipe da Caixa Econômica Federal realizou a vistoria e liberou a obra em fevereiro. A previsão era que a Casa Parto fosse inaugurada no final do mês de março, contudo, devido a pandemia o evento foi adiado. A previsão inicial era que os atendimentos iniciassem no mês de outubro do ano passado, entretanto, isso não foi possível acontecer. No fim de setembro a empresa responsável pelos serviços apresentou junto a Caixa Econômica Federal um pedido de prorrogação de prazo. A solicitação foi aceita e o período para a adequação foi estendido.

Enquanto eram feitas as adequações necessárias aconteciam atividades paralelas: foram desenvolvidos os trabalhos que envolvem os processos licitatórios, recursos, além da capacitação da equipe de profissionais, pois o trabalho técnico e humanizado também é fundamental para que as pacientes recebam atendimentos de qualidade.

Da Redação

TOLEDO