Atendimento nos bancos terá alteração durante o Carnaval

Neste ano, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o feriado de Carnaval não terá folia. Mesmo assim, o período é aproveitado para descanso e viagens. Por conta disso, muitos estabelecimentos privados e órgãos públicos suspendem suas atividades durante o feriado.

Recentemente a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) lançou um comunicado sobre o funcionamento das atividades bancárias neste período. De acordo com o documento, nos dias 15 e 16 de fevereiro (segunda-feira e terça-feira de Carnaval) não haverá expediente ao público nas agências bancárias de todo o Brasil.

Já na Quarta-Feira de Cinzas (17 de fevereiro), o início do expediente está definido para às 12 horas (horário de cada região). Em relação ao encerramento do expediente neste dia, ele deve ser feito no horário normal de fechamento das agências.

Porém, ainda sobre o dia 17, o documento ressalta que “nas localidades em que o encerramento do expediente ocorra antes das 15 horas, o atendimento ao público deverá ter seu início antecipado de modo a garantir o mínimo de 3 horas de expediente ao público.”

O Brasil já tem mais de 200 mil mortes por causa da Covid-19. Distanciamento social é, no momento, uma das medidas mais eficazes para combater a doença, além do uso de máscara e cuidados com a higiene.

As aglomerações no final do ano passado, por conta do Natal e Ano Novo, são apontados como os principais causadores do crescimento dos números da pandemia pelo país. O documento ressalta que “é fundamental que no Carnaval as medidas de segurança sejam seguidas e respeitadas”.

De acordo com o presidente do Sindicato dos bancários de Toledo Zelário Bremm as informações dos horários de atendimento durante o Carnaval estão amplamente divulgadas nas agências locais. “Todas as agências têm o comunicado e têm a responsabilidade de informar os seus clientes sobre as alterações durante o feriado de Carnaval para que todos possam se organizar quanto ao seus compromissos e atividades bancárias”.

Da Redação*

TOLEDO

*Com informações da Assessoria