Ciscopar realiza Assembleia em Toledo

O Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná (Ciscopar) realizou na quinta-feira (10) a Assembleia Geral. O encontro ocorreu no início da manhã nas instalações do auditório da Prefeitura Municipal de Toledo e contou a participação de integrantes do Conselho de Prefeitos do Ciscopar.

A Assembleia teve em pauta assuntos como a aprovação do orçamento do Ciscopar para 2021; aprovação do calendário oficial do próximo ano; situação do andamento das obras dos blocos 3 e 4; autorização para abertura do PSS para psiquiatria e outras especialidades e enceramento de mandato da gestão e definição do presidente e Conselho Fiscal Interino.

Os assuntos foram apresentados pela presidente do Conselho de Prefeitos do Ciscopar, Cleci Maria Rambo Loffi. Como o mandato como prefeita de Mercedes encerra nessa gestão, ela não pode seguir a frente do Conselho, pois o estatuto prevê que e a função deve ser exercida por um prefeito em gestão.

“A partir do dia 1º de janeiro quem assume como presidente interino do Conselho de Prefeitos do Ciscopar é o prefeito reeleito de Quatro Pontes, João Laufer. Ele fica no cargo até a realização da eleição prevista para acontecer durante assembleia realizada no mês de março de 2021”, comenta o secretário executivo do Ciscopar, Valter Donasolo, ao explicar que o presidente interino pode concorrer no pleito que será realizado em março.

BLOCOS 3 E 4 – No mês passado foram retomadas as obras dos blocos 3 e 4 do Ciscopar; elas estavam paralisadas desde abril devido algumas diligências encontradas no projeto diante das mudanças previstas para o centro cirúrgico, essas alterações foram protocoladas na Caixa Econômica Federal, para aprovação e reprogramação, que após analisadas retornaram com diligências. Esse impasse fez com que as obras permaneçam paradas, pois necessitavam que os projetos estivessem aprovados pela agente financeiro, que é a Caixa, para dar continuidade nos serviços de construção.

“Durante a Assembleia foi apresentado o andamento dessas obras para que todo o Conselho tivesse conhecimento. No momento, os trabalhos seguem o cronograma”, cita Donasolo. Com a conclusão dos blocos 3 e 4, os atendimentos ficam centralizados e o Ciscopar deixa de ocupar prédios alugados para prestação de determinados serviços

Da Redação