Conselheiros defendem a implementação de ações ambientais em Toledo

O novo gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento de Toledo Junior Henrique Pinto participou, nesta semana, da reunião ordinária do Conselho Municipal do Meio Ambiente (CMMA). Na oportunidade, ele fez uma breve apresentação pessoal e disse que pretende adquirir todo o conhecimento necessário e colaborar na implementação de políticas públicas para a cidade.

Segundo o presidente do Conselho do Meio Ambiente Julio Daniel do Vale, o novo secretário tem experiência em gestão e mostrou-se atento às orientações dos técnicos da Secretaria. Ele também reconhece a importância do trabalho do Conselho. “Sabemos que mudanças trazem dificuldades operacionais, pois leva um tempo para o novo secretário se inteirar dos projetos em andamentos e elaborar propostas”.

Vale deseja que outra mudança semelhante a esta na pasta não ocorra com frequência. “Esperamos que o novo secretário implemente boas ações referentes as questões ambientais e que ele consiga ter habilidade e força na gestão do Município para que o cuidado e o zelo com o meio ambiente não seja só utilizado nas propagandas do Executivo”.

O presidente do Conselho ainda enfatiza que o trabalho deverá se expressar com mais eficiência na gestão dos resíduos, na melhoria e na ampliação das áreas verdes do Município, no desenvolvimento de maneira, realmente, sustentável e em muitas outras iniciativas que sejam responsabilidades desta pasta.

EXPERIÊNCIA – Junior está como secretário de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento cerca de duas semanas. Ele é graduado em Ciências Contábeis e possui experiência nas áreas privada e pública. “A Secretaria possui uma equipe bem estruturada. Não me preocupo por não ser graduado na área ou não ter todo o conhecimento da legislação pertinente, porque tenho a humildade em dizer que poderá me faltar o conhecimento, no entanto, buscarei me aproximar dele nos próximos dias. O Município possui uma equipe técnica robusta e todo o trabalho terá continuidade. Nós iremos melhorar o que será possível nesta pasta”.

O secretário afirma que vontade de trabalhar e aprender são primordiais para ele. “As minhas características são voltadas mais ao trabalho de gestão. Estou orgulhoso de ter sido escolhido para ser secretário desta importante pasta e sei que a minha responsabilidade será grande. Com o apoio da equipe e dos colegas, daremos continuidade aos trabalhos”. Junior comenta que “o Conselho discute algo para o bem da sociedade e cabe ao Executivo criar políticas públicas à ela”.

CONTINUIDADE – Após a apresentação do secretário, os conselheiros realizaram alguns questionamentos, como se a Secretaria dará continuidade ao trabalho que está previsto no aterro sanitário; já que existe a expectativa da realização de obras por dois a três anos naquele local. O secretário disse que está se inteirando sobre a condição do aterro sanitário. “Em minha primeira semana de trabalho, marquei uma reunião com o engenheiro da Secretaria de Planejamento, dialogamos e uma planilha está sendo construída para fazer o orçamento e, posteriormente, o instrumental e a abertura da licitação. São detalhes técnicos e necessários para a elaboração da planilha”. Ele acredita que aproximadamente 80% da planilha já está construída.

Junior menciona que a prioridade do Executivo é a obra do aterro sanitário. “Isso não mudou. O que tiver que estruturar e organizar será feito. Tenham a certeza que o tempo vai mostrar a minha capacidade de gestão. Nós trabalharemos bastante, primaremos por melhorias, faremos um serviço de qualidade e para quem precisa”.

De acordo com o presidente do Conselho do Meio Ambiente, o órgão sempre buscará pelo melhor da cidade. “Nós manteremos uma boa relação e nos casos – em que são mais exceções do que regras – serão tratados de maneira normal no rito. Observo a mudança – neste momento – com tranquilidade e desejo uma boa e longa gestão. O conselho é e sempre será parceiro sempre que possível. O nosso trabalho deve ter uma repercussão positiva para a sociedade”, finaliza Julio Daniel do Vale.

Da Redação

TOLEDO