Construção do Colégio do Jardim Gisele será retomada

O ano letivo na rede estadual está previsto para iniciar no dia 18 de fevereiro. Ainda que híbrido, o retorno para os alunos Colégio Estadual Jardim Gisele não será no novo prédio. Atualmente, os alunos compartilham o mesmo espaço com Escola Municipal Norma Demeneck Belotto. O novo colégio é uma reinvindicação e um sonho antigo da comunidade local.

A construção do Colégio iniciou em março de 2018. Durante este período, a obra foi paralisada e retomada após alguns aditivos. Mas com a pandemia, a obra ficou em ritmo mais lento. O chefe do Núcleo Regional de Educação de Toledo (NRE) José Carlos Guimarães explica que 75% da construção do Colégio está concluída.

Uma nova licitação está sendo preparada para a conclusão dos trabalhos. “Estamos atualizando as planilhas para nova licitação, tendo em vista que a empresa contratada abandonou a obra e, com isso tivemos que fazer o encerramento do contrato”, comenta.

Segundo Guimarães a nova licitação para a continuação da construção está prevista para acontecer neste semestre ainda. A conclusão da obra poderá ser ainda neste ano. O chefe do NRE explica que a empresa contratada para a construção terá que justificar judicialmente porque abandonou os serviços. “Caso não tenha uma justificativa ela vai sofrer as punições conforme a legislação vigente. Ela abandonou a obra, o Estado estava fazendo todos os pagamentos corretos conforme as medições”.

PANDEMIA – O orçamento inicial da obra de construção do Colégio Estadual Jardim Gisela era de aproximadamente R$ 4.200.000,00. Contudo, no decorrer dos trabalhos foram solicitados aditivos. Após a atualização das planilhas será possível recalcular os valores.

Guimarães lembra que a construção deveria ter ficado pronta no ano passado, mas a pandemia acabou alterando alguns planos. “A Covid-19 fez com que o Estado priorizasse o atendimento ao enfrentamento da pandemia, mas este ano retomaremos”, conclui.

Da Redação

TOLEDO