Covid-19: aumento de casos ativos ampliam medidas restritivas

O Centro de Operações Emergenciais (COE) divulgou nesta terça-feira (25) a análise da Semana Epidemiológica SE20/2021, entre os dias 16 e 22 de maio de 2021. A Matriz de Risco utilizada para o estudo confirmou a permanência de Toledo na Bandeira Vermelha, ou seja, alto risco de contaminação para Covid-19. A análise leva em conta a comparação com as duas semanas anteriores.

Na última sexta-feira (21) o município atingiu um número superior a 600 casos ativos de Covid-19. Este era o “gatilho” previsto no Decreto Nº 141/2021 para que medidas mais restritivas fossem adotadas. No sábado (22), o Decreto 151/2021 facultou e condicionou o funcionamento de atividades comerciais, industriais, de prestação de serviços, religiosas, educacionais, inclusive no ramo de academias ao horário entre 5h e 23h, porém com limite máximo de público em 30%, adotando os demais cuidados conforme área de atuação. 

Este último decreto também possui um “gatilho” para deixar de vigorar e flexibilizar as medidas assim que o Boletim Epidemiológico atingir um número inferior a 600 casos ativos. A secretária de Saúde, Gabriela Kucharski, esclareceu um questionamento recorrente sobre o número de ativos. “A cada 14 dias o caso é considerado recuperado, ou seja, deixa de estar ativo. Porém, com o crescente número de positivos, a perspectiva de tempo para que se alcance novamente 600 casos ativos pode demorar se os cuidados necessários não forem adotados”, explicou a médica.

Esta semana já teve início com 750 casos ativos para Covid-19 no município de Toledo. Na última semana chegamos a uma média móvel de 90 novos casos de Covid-19 por dia. O número é 47,78% superior à média móvel observada há 14 dias. O número de novos casos de Covid-19, quando comparada a SE19/20221 (320) com a SE20/2021 (527), aumentou  64,68%. 

Os profissionais de saúde alertam para a tendência de alta na curva de novos casos. Além de atingir pessoas mais jovens e saudáveis, a taxa de ocupação de leitos de enfermaria e de UTI na Macrorregional está bem próxima dos 100%. 

As medidas de distanciamento, uso de máscara e álcool 70% ainda são as mais eficazes para prevenir a contaminação e devem ser respeitadas inclusive pelas pessoas que já foram vacinadas (mais de 14,3 mil considerando as duas doses) em Toledo.

Da Prefeitura de Toledo-PR