Desabastecimento de água foi ocasionado por problemas técnicos

A crise hídrica que atinge a região Oeste preocupa as autoridades e a população. A água, o bem mais precioso, não é infinito e se não utilizá-la com sabedoria, poderá faltar. Nesta semana, um problema no abastecimento de alguns bairros de Toledo como o Jardim Porto Alegre, Jardim Gisela e no Jardim Concórdia acendeu uma luz de alerta.

Diferente de outros municípios da região, Toledo não teve racionamento e nem rodízio de água nestes ano, mas essas localidades ficaram sem água entre segunda-feira (30) e terça-feira (1º). O gerente regional da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) Eduardo Luiz Arrosi explica que o problema no abastecimento destes bairros não tem ligação com estiagem que a região sofre e nem com a proposta de rodízio de água.

“Infelizmente na manhã de segundas tivemos uma falta de energia em alguns dos postos que abastecem a região; a tarde o episódio se repetiu; e na terça de manhã novamente. Por conta disso, faltou água quase o dia todo. No período da tarde de terça-feira aos poucos os níveis do reservatório foram se recuperando”.

Mesmo com a falta de chuva Arrosi destaca que o município de Toledo não enfrentou desabastecimento por conta dos investimentos que a Sanepar realizou neste ano. “Está descartada a hipótese de racionamento ou rodízio em Toledo. De qualquer maneira nós pedimos para a população mantenha as medidas simples de economia da água”, salienta.

USO CONSCIENTE – Entre as recomendações, Arrosi destaca que a população adote hábitos de consumo racional da água. “A orientação é para que seja priorizado o uso para alimentação e higiene pessoal. As limpezas mais pesadas como lavagem de carros, calçadas e fachadas devem ser adiadas até que a situação se normalize”.

Reaproveitar a água do tanque e da máquina de lavar roupas também pode contribuir com o consumo consciente. Ele explica que o reúso dessas águas pode ser aplicado na limpeza, no vaso sanitário e na rega de hortas e jardins. “Reduzir o tempo do banho, fechar as torneiras durante a lavagem da louça, da escovação de dentes e do barbear são ações pequenas que representam muito na economia de água. Com essa medidas simples não vai faltar água para ninguém”, conclui.

Da Redação