Entidades filantrópicas de educação infantil recebem 17% de reajuste do auxílio financeiro

Foi sancionada na manhã desta segunda-feira (05) a Lei “R” 45/2021 que reajusta o auxílio financeiro “per capita” concedido pelo Município, visando a manutenção dos serviços continuados de entidades filantrópicas de educação infantil que integram o Sistema Municipal de Ensino. A solenidade foi realizada no Auditório Acary de Oliveira, anexo à Prefeitura de Toledo, com a presença do vice-prefeito, secretária de Educação, vereadores e representantes das entidades beneficiadas, Aldeia Infantil Betesda e Creche Ledi Maas, além de outros integrantes da gestão municipal. 

Com a sanção da lei, o repasse realizado para auxiliar as entidades no atendimento de crianças da educação infantil será reajustada em 17% e a partir de 1º de janeiro de 2022 o valor passa a ser R$ 228,30 per capita. O prefeito Beto Lunitti destacou que esse valor não foi reajustado desde meados de 2017 e atendendo o pedido das entidades, não será mais necessário outra lei para esse fim. “Por decreto e com a permissão da lei, anualmente o repasse será reajustado automaticamente com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). É uma obrigação do poder público garantir esse recurso”, frisou.

Ires Scuzziato é a diretora que representou na solenidade o Lions Club, entidade mantenedora da Creche Ledi Maas em Toledo. “Quando vamos atender uma criança temos em mente que elas são prioridade absoluta. Precisamos garantir todos os direitos e uma qualidade digna de atendimento. Então com certeza esse reajuste vai auxiliar bastante. Nós precisamos ter profissionais qualificados para atender nossas crianças e com certeza o fato de não ser mais necessário vir aqui conversar com o administrador público sobre esse reajuste é de grande valia para nossa instituição. Nós fazemos muitas promoções para conseguir suprir as demandas e fazer com que nossas crianças sejam bem atendidas”.

A Ledi Maas está em funcionamento há mais de 43 anos em Toledo e hoje atende aproximadamente 130 crianças ao todo. 

O diretor executivo da Aldeia Infantil Betesda, pastor Lineu Wutzke, disse que em 18 de junho a instituição completou 50 anos de serviços prestados em Toledo. “Nós trabalhamos com a Educação e com a Assistência Social e graças aos recursos públicos é que conseguimos manter nosso trabalho”, frisou. Ele comentou que as instituições passaram por uma revolução muito grande e foi necessário acompanhar essa evolução no que diz respeito a qualidade do atendimento de cada criança. Ambas as instituições começaram a atender o público infantil na modalidade creche e hoje oferecem em todos os aspectos instrumentos de desenvolvimento pedagógico para o público atendido.

A secretária de Educação, Elisângela Batista, também exaltou o trabalho realizado pelas instituições e lembrou que hoje em dia as crianças do maternal não precisam apenas de cuidado. “São seres humanos os quais temos que estimular seu intelecto para que se formem homens íntegros. E quando o terceiro setor se envolve neste trabalho é porque tem um grupo de pessoas sonhadoras e que também salvam vidas”, elogiou. O presidente do Legislativo, Leoclides Bisognin, questionou como pôde haver a descontinuidade do reajuste, já que a maioria dos custos desses serviços envolvem salários dos profissionais e estes aumentam todos os anos. “A descontinuidade da educação é a mesma coisa que parar de comer”. 

O vice-prefeito, Ademar Dorfschmidt, reforçou a necessidade da aprovação desta lei. “Temos que ajudar a educação neste momento tão difícil”.

Da Prefeitura de Toledo-PR