Festas e viagens aumentam procura por testes de Covid-19 nas farmácias em Toledo

Nas últimas semanas houve um aumento na procura de testes de Covid-19 nas farmácias. A alta procura para testagem está ligada às comemorações de fim de ano, férias escolares e aumento de pessoas com sintomas gripais, devido ao vírus da Influenza e às novas variantes novo coronavírus.

Segundo monitoramento realizado pela Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) entre os dias três e nove de janeiro, o volume de casos de Covid-19 identificados nas farmácias do país avançou 54%. Foram 145.673 testes positivos para a enfermidade, de acordo com os dados obtidos por 4.613 farmácias do país.

O montante já supera todo o mês de dezembro, quando 144.720 pessoas descobriram que estavam infectadas, e é três vezes superior ao índice visto em novembro de 2021, que foi de 50.243 casos confirmados. O total de atendimentos nas drogarias pesquisadas chegou a 482.126, uma procura 70% acima da semana anterior.

Com os testes encontrados nas farmácias e drogarias é possível saber se está infectado no momento, teste para saber se gerou anticorpos após contato com o vírus e teste até para os anticorpos após tomar a vacina. Eles são divididos em teste de saliva, por meio do swab (um cotonete longo e estéril) e testes sorológicos.

PROTOCOLO – O farmacêutico Andre Fronza, responsável por uma unidade de uma rede em Toledo, conta que a procura pelos testes começou antes do Natal no ano passado. “Muitas pessoas procuraram os testes porque ele era pré-requisito para viajar para outros países. E agora, tem outro grupo de pessoas que procuram por conta dos primeiros sintomas ou porque teve contato com infectados”.

No estabelecimento, são comercializados os testes de saliva e de secreção nasal, com valor médio de R$ 80 e o teste sanguíneo com valor aproximado de R$ 50. “Cada teste é específico para um período de dias após o início dos sintomas. O de saliva já detecta a partir do primeiro dia; o teste por meio do swab é realizado a partir do terceiro dia de sintomas; e o teste sanguíneo entre o sétimo e décimo dia de sintomas”, explica.

ORIENTAÇÕES – Por conta do protocolo de ética profissional, Andre não divulga se a maioria das pessoas que fez o teste teve resultado positivo. No entanto, todos que buscam as farmácias para realizar o teste de Covid-19 são notificados na Vigilância de Saúde do Município. “Em caso de resultado positivo, nós orientamos que a pessoa procure um médico de confiança que irá acompanhar o caso e o paciente deve seguir os protocolos recomendados. O mesmo procedimento é realizado se o resultado for negativo e a pessoa ainda apresentar os sintomas”, esclarece Fronza.

Apesar da grande procura, ele enfatiza que não há uma redução no fornecimento dos testes e que por enquanto a farmácia conta com estoque para atender a população.

CUIDADOS – Em outro estabelecimento, a farmacêutica Michelle Muller, responsável pelo local, conta que a procura pelos testes cresceu 100% em dezembro em relação a novembro de 2021, mesmo assim o local não enfrenta dificuldade de reposição do estoque de testes de Covid-19. O paciente precisa agendar o teste na farmácia e o local dispõe de uma sala reservada para a coleta do material. Michelle acrescenta que a maioria das pessoas que procura pelo teste apresenta sintoma leve e que o acompanhamento médico é essencial para a recuperação do paciente.

“Estamos orientando que as pessoas procurem o seu médico, façam a consulta, sigam as orientações mesmo com sintomas leves para não ter nenhuma sequela da doença”, cita a farmacêutica ao lembrar que há outros vírus em circulação. “Se o exame antígeno der negativo, o paciente pode estar com outro vírus. Por isso é imprescindível o acompanhamento do médico para a sua completa recuperação”.

Da Redação

TOLEDO