Fiscalização nas ruas continuará no feriado de Carnaval

A folia do Carnaval deste ano será diferente. O feriado prolongado de 15 e 16 de fevereiro não terá festas e aglomerações. Por conta da pandemia da Covid-19, desfiles das escolas de sambas, bloquinhos e trios elétricos foram cancelados por todo o país. As festas em clubes seguem as orientações das autoridades em saúde: manter o distanciamento para evitar a proliferação do novo coronavírus.

Recentemente, o governador do Estado Carlos Massa Ratinho Junior assinou o Decreto 6766 revogando o ponto facultativo no Executivo Estadual durante o Carnaval e suspendendo, em todo o território paranaense, festas ou eventos comemorativos de Carnaval.

A suspensão inclui prévias carnavalescas e similares, sejam elas promovidas por entes públicos ou pela iniciativa privada. A norma também determina o reforço da fiscalização estadual em todos os municípios do Paraná, para garantir que eventos de Carnaval não sejam promovidos.

Em Toledo, o chefe de Gabinete Márcio Antônio Borges explica que no Município a fiscalização sobre os cumprimentos das medidas de segurança contra a Covid-19 é constante. “Nossas ações de fiscalização são permanentes, mas com uma característica educacional. O objetivo não é fechar estabelecimentos, punir, multar. Nosso objetivo é orientar a população sobre os protocolos de segurança e a importância de segui-los para garantir a segurança de todos”.

Borges salienta que o decreto publicado recentemente prevê medidas para os órgãos que competem ao Estado. Portanto, o Município, por enquanto, permanecerá com a determinação do ponto facultativo nas repartições públicas. Em relação a movimentação de festas e bailes de Carnaval, o chefe de Gabinete esclarece que as ações do Município de Toledo são focadas em conscientizar a população dos cuidados e da prevenção.

“A Guarda Municipal também vai estar nas ruas nos dias de Carnaval, mas é uma ação permanente. Nossa atuação é ‘Liberdade com Responsabilidade’. As pessoas podem ser reunir em família, com amigos, mas devem respeitar o distanciamento, utilizar máscara, cuidar da higiene com álcool em gel. Essa é a melhor barreira para conter a disseminação do vírus”, conclui.

Da Redação

TOLEDO