OSB Toledo mantém suas atividades diante dos desafios da pandemia

Desenvolver as atividades inerentes ao Observatório Social do Brasil Toledo (OSB Toledo) continuam sendo desafiadoras no período de pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Os membros do Observatório também tiveram que adaptar as reuniões e as atividades em conformidades com os Decretos Municipais e Estaduais.

Apesar das adequações, o órgão ainda observa algumas dificuldades devido a pandemia. A vice-presidente do Observatório Social Ruth Winterkorn cita como exemplo as tratativas com Universidades Públicas e Privadas para obter contribuição na análise dos editais dos certames licitatórios e acompanhamento das obras em execução que estão interrompidas.

Ruth explica que tão logo sejam retomadas, acadêmicos dos cursos de direito, contábeis, engenharia civil e outros cursos poderão desenvolver atividades de análise dos editais e acompanhamento nas entregas de produtos e/ou serviços, contando como estágio para eles.

Ainda como reflexo da pandemia, até o momento, o Observatório não conseguiu realizar palestras para os quintos anos das escolas municipais sobre Educação Cidadã, no entanto, é possível que no segundo semestre um material possa ser disponibilizado para estudantes das quartas séries.

AÇÕES – Mesmo diante dos desafios impostos em virtude da pandemia, o Observatório Social do Brasil Toledo manteve o seu trabalho e o Relatório de Prestação de Contas ao período de janeiro a abril deste ano traz as atividades desenvolvidas pelo órgão.

De acordo com a vice-presidente, o Relatório aponta as ações desenvolvidas pelo OSB Toledo para a sociedade, parceiros institucionais, órgãos públicos e imprensa. Ruth explica que esse é também um dos requisitos para fazer parte do Observatório Social do Brasil, o qual conta atualmente com cerca de 3.500 voluntários em 150 cidades espalhadas em 17 Estados.

As principais atividades desenvolvidas pelo OSB Toledo no primeiro quadrimestre de 2021 são:

– Acompanhamento das 12 sessões ordinárias da Câmara de Vereadores ocorridas no 1º quadrimestre deste ano, sendo todas de modo virtual em razão das medidas restritivas em virtude da pandemia do coronavírus;

– Realização de quatro reuniões ordinárias da diretoria do OSB Toledo;

– Acompanhamento no modo virtual de processos licitatórios realizados pela Prefeitura Municipal de Toledo;

– Acompanhamento presencial de quatro audiências públicas realizadas no período.

Ruth destaca que o Observatório também acompanhou as obras não concluídas em fevereiro deste ano, como da Escola do Jardim Porto Alegre, cujo contrato foi rescindido com a empresa executora. Ela ainda cita a obra do Procon, a qual está finalizada, porém não inaugurada.

Em março deste ano, o Observatório acompanhou a revitalização do Parque Diva Paim Barth e observou que a obra está concluída segundo o contrato com a empresa executora, porém aguarda as adequações não contempladas no projeto inicial.

Em fevereiro deste ano, o órgão visitou a Cozinha Central para conhecer o estágio da obra de reforma e próximas providências visando o término e retomada das atividades.

TRANSPARÊNCIA – Também, devido às limitações impostas pela pandemia do coronavírus, Ruth salienta que o OSB Toledo acompanha as licitações realizadas pela Prefeitura de modo virtual e pela plataforma utilizada pelo Município para os certames de pregões eletrônicos, elencando em seu relatório as modalidades, valores máximos, o valor contratado e a economia obtida nos certames.

“Dentro de suas atividades também é feito um demonstrativo da produtividade do Legislativo, onde são listados os números de Projetos de Lei, indicações e requerimentos de autoria de cada vereador, a participação de cada vereador nas Comissões e a quantidade de relatorias, bem como o registro de suas presenças nas sessões ordinárias e extraordinárias”, salienta a vice-presidente do órgão.

Ela destaca que cada Observatório Social do Brasil é integrado por cidadãos do Brasil que transformaram o seu direito de indignar-se em atitude. “Em favor da transparência e da qualidade na aplicação dos recursos públicos. São empresários, profissionais, professores, estudantes, funcionários públicos (exceto os que integrem a esfera de atuação do observatório específico) e outros cidadãos que, voluntariamente, entregam-se a causa da justiça social”, finaliza a vice-presidente do OSB Toledo Ruth.

Cidadania

O Observatório Social do Brasil é um espaço para o exercício da cidadania, que deve ser democrático e apartidário e reunir o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública (Lei 9.790/99 – “Lei do Terceiro Setor”: Organização da Sociedade Civil de Interesse Público).

Quem pode participar?

Todo cidadão maior de 18 anos, não filiado a partidos políticos e que não seja funcionário da Prefeitura ou da Câmara Municipal.

Faça parte da mudança que você deseja para a nossa cidade. Seja um(a)

Observador (a)!

Da Redação

TOLEDO