Primeira reunião da nova constituição da COE deve acontecer nesta sexta-feira

A nova constituição do Centro de Operações de Emergências (COE) de Toledo foi anunciada pela Secretaria de Saúde na última sexta-feira (8). O objetivo é dar ao órgão um caráter mais técnico e consultivo, com o intuito de balizar as ações do Governo Municipal durante o período da pandemia.

A nova composição conta com representantes da Secretaria de Saúde, por meio dos seus departamentos; da Secretaria de Comunicação Social, com o Departamento de Jornalismo; do Gabinete do Prefeito; da Assessoria Jurídica; do Conselho Municipal de Saúde (CMS); das Instituições de Saúde Suplementar (Planos de Saúde); da Associação Médica de Toledo (AMT); da Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná (Hoesp); e do Curso de Medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Segundo a secretária de Saúde a médica Gabriela Kucharski, os ofícios foram encaminhados aos órgãos indicados nesta semana e eles possuem até às 17 horas desta quarta-feira (13) para indicar o nome do representante.

A primeira reunião extraordinária do COE deve acontecer nesta semana e, possivelmente, na sexta-feira (15). Gabriela destaca que o COE terá cunho técnico e será responsável por fazer a análise epidemiológica ou sugerir medidas para combater a pandemia na cidade.

O prefeito de Toledo Beto Lunitti pontua que todos os protocolos mantidos devem preservar a vida. “O COE é um órgão técnico; ele orienta a gestão. No campo político, buscamos dialogar com as instituições para conhecermos as demandas. Por sua vez, no Gabinete, analisaremos todos os pontos. Nós queremos aliar a liberdade com a responsabilidade. A economia deve estar a serviço da vida e estamos determinados a proteger a vida da população”.

A gestão planeja um novo decreto, o qual será responsável por fazer orientações das medidas para um atendimento seguro e adequado. “Estamos fazendo um estudo de decretos em vigor e queremos estabelecer novas tratativas. O comércio não fechará; deve haver a responsabilidade de cada um. Queremos que a vida das pessoas voltem ao normal”, finaliza.

Da Redação com informações da Assessoria

TOLEDO