Procon de Toledo deve prestar atendimento em nova sede no final deste semestre

A construção da nova sede do Procon de Toledo iniciou em janeiro de 2017 e a expectativa era finalizar a obra em 240 dias. Após enfrentar problemas burocráticos, a obra física foi concluída no ano passado. Na última terça-feira (11), aconteceu o processo licitatório para a aquisição de mobiliário para a sede. A expectativa é que a mudança possa ser realizada até meados de junho deste ano.

A nova sede está localizada no Centro Administrativo Deputado Federal Moacir Micheletto. A sede permitirá mais comodidade aos servidores e espaço arejado aos consumidores que buscam atendimentos. A nova sede irá contemplar a área administrativa, um auditório (para a realização de cursos e palestras) e local para o atendimento.

De acordo com a coordenadora do Procon Janice Finkler, as licitações para o mobiliário, o portão e a fachada foram promovidas. “Neste momento, nós precisamos aguardar o encerramento da parte do trâmite burocrático até a empresa começar a executar o contrato”.

O processo licitatório está em fase de homologação do resultado e, após vencida a parte burocrática, a empresa terá em média 90 dias para cumprir com o contrato. “Efetivamente, acredito que conseguiremos fazer a mudança para a nova sede até o final deste semestre”, comenta Janice ao salientar que a mudança pode atrasar ainda em função da pandemia. “Tenho receio que ocorra atraso caso a pandemia se agrave ou o número de casos aumente. Por exemplo, a empresa pode ficar sem funcionário ou solicitar aditivo de prazo”.

Outros serviços que precisam ser realizados na nova sede são as instalações da tubulação do ar-condicionado e do equipamento. A licitação desse serviço aconteceu no final do ano passado e está em andamento. Na nova sede do Procon também deve ser colocada a fachada do órgão e a realização de paisagismo. “O paisagismo está sendo tratado com a Secretaria de Meio Ambiente, porque ele é um trabalho que precisará de continuidade ao longo dos anos”.

ATENDIMENTO – Atualmente, os atendimentos no Procon precisam ser agendados e são exclusivamente presenciais. Os agendamentos acontecem pelo número (45) 99973-6854 por ligação ou mensagem de whats.

Janice explica que esse modelo de atendimento iniciou no período de pandemia para evitar aglomeração e é uma ação que tem sido muito positiva. “Na sede nova, a ideia – a princípio – é continuar com o atendimento agendado. Mesmo com a redução do efeito da pandemia, o horário agendado facilita para o consumidor e ao atendente”.

Ela pondera que conforme os efeitos da pandemia foram diminuindo, o comércio local passou a ter mais atividades. “As compras no Black Friday ou de final de ano aconteceram normalmente e, por consequência, alguns atendimentos sempre acontecem”.

Com três guichês e mais uma sala, em média, o Procon realiza 25 atendimentos por dia. Contudo, o número de reclamação registrado é o dobro do atendimento. “Sem contar as ligações ou quem tira dúvida no balcão”. Neste momento, as audiências estão suspensas, porque o Poder Judiciário está em recesso. Porém, o Procon de Toledo promove aproximadamente dez audiências por dia.

SERVIÇOS – Na nova sede, o principal serviço que será implementado é Núcleo de Apoio ao Superendividado. A coordenadora do Procon esclarece que em julho o Código do Consumidor sofreu uma alteração e introduziu a Lei do Superendividado. “Com esses Núcleos, nós conseguimos trazer para o consumidor uma renegociação global de sua dívida e com todos os credores. Trata-se de uma recuperação da pessoa física”.

Ela pondera que não sendo possível realizar a conciliação – via administrativa – a situação é encaminhada ao Poder Judiciário. “O Juiz terá o poder de impor um plano de recuperação para o consumidor”.

No mês de março deste ano, a equipe participará do Fórum dos Procons Paranaenses, em Guarapuava. “Está todo mundo começando a implementar a Lei e nós faremos em Toledo, mas na nova sede, porque neste momento, não temos o pessoal suficiente ou espaço físico adequado”.

Outra novidade na nova sede é o auditório. Neste espaço, a equipe pretende capacitar os seus servidores e promover reuniões orientativas com fornecedores. “Realizaremos encontros em grupos e conseguiremos implementar a na sede”, menciona a coordenadora do órgão ao recordar que a sede está sendo construída com recursos próprios do órgão; a contrapartida do Município é o terreno.

Da Redação

TOLEDO