Prova do processo seletivo da Câmara de Vereadores acontece neste mês

A Câmara Municipal de Toledo publicou nova retificação do Processo Seletivo, devido o decreto estadual que proíbe a aglomeração de pessoas durante a pandemia do novo coronavírus. Desta maneira, o Legislativo decidiu adiar a prova para a seleção e a contração de estagiários de nível superior. Assim, a prova objetiva será aplicada nas dependências da Faculdade Assis Gurgacz – FAG Toledo no dia 23 de abril (sexta-feira), sendo o início às 8h30 e o fim às 11h30.

A prova consistirá em questões escritas envolvendo conteúdo programático comum a todas as áreas: Língua Portuguesa; Matemática; Noções de Informática; Conhecimentos Gerais; Ciência; Tecnologia e Inovação; Cultura; Política e Redes Sociais, além dos conteúdos específicos.

TESTE – O Teste Seletivo constituirá o cadastro de reserva e terá o prazo de validade de 12 meses, podendo ser prorrogado única vez, por igual período a critério da Câmara Municipal. O Teste Seletivo para os cargos compreenderá exames para aferir conhecimentos e habilidades, mediante aplicação de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório.

De acordo com o edital, podem se candidatar alunos que estão cursando no mínimo o terceiro ano ou quinto período de graduação dos cursos de Direito, Secretariado Executivo, Área de Informática, Direito, Jornalismo e Publicidade e Propaganda. As oportunidades são para as lotações do Gabinete Parlamentar, Departamento Administrativo, Departamento Legislativo e Departamento de Comunicação.

O estagiário receberá mensalmente uma bolsa no valor de R$ 1.250,00 e também receberá em pecúnia, a título de auxílio transporte, o valor correspondente a duas tarifas do Sistema Urbano de Transporte Coletivo de Toledo por dia efetivo de estágio.

PLANO – Segundo o edital, o plano de atividades do estagiário será incorporado ao termo de compromisso. “O estágio será acompanhado efetivamente pelo professor orientador da instituição de ensino e pelo supervisor da Câmara Municipal de Toledo”.

Além disso, o Poder Legislativo vai encaminhar à instituição de ensino o certificado de estágio, o qual não será expedido quando o estudante não obtiver aproveitamento satisfatório ou, no caso de desligamento antecipado causado pelo estagiário. O estagiário deverá apresentar relatório final ao dirigente da unidade onde se realizar o estágio, sobre o desenvolvimento das tarefas que lhe forem cometidas.

O estágio será exercido durante 6 horas, em dois períodos, das 9h às 12h e das 14h às 17h, de acordo com o interesse da Câmara, devendo ser cumprida carga horária de 30 horas semanais.

Da Redação

TOLEDO