Quaresma: tempo de preparação para a Páscoa

Para a igreja católica o tempo quaresmal é a preparação para a Páscoa – considerada a festa mais importante para os cristãos. Na quarta-feira (17), inicia o período da quaresma. O intuito é fazer com que os fiéis possam vivenciar, nos próximos quarenta dias, de maneira mais intensa os momentos de oração, esmola, penitência, jejum e reflexão.

O ano litúrgico inicia com o advento – preparação para o natal – já o período da quaresma é o tempo que antecede a páscoa – momento mais importante do cristianismo e ele tem início na Quarta-feira de Cinzas. É na celebração de Quarta-feira de Cinzas que surge o convite para a mudança de vida, como uma espécie de transição.

O padre, André Mendes, cita que a mudança de vida tem ocorrido, de maneira diferenciada, desde o ano passado e que esta quaresma também será diferente. “Em 2020, vivemos uma quaresma no início da pandemia. Foi um período de medo e mais aflição, pois tudo era novo. Neste ano, o período quaresmal novamente será diferente. Contudo, temos a experiência do ano passado, sabemos a importância do distanciamento enquanto a vacina não chegar para todos”.

Neste período quaresmal, o padre reforça que os cristãos já não irão passar da mesma forma que o anterior, ao olhar o que tange em termos de pandemia. Ele cita que o sofrimento não vem para destruir, mas sim para fortalecer os fiéis que diante das dificuldades buscam lutar por melhorias.

RELIGIOSIDADE – Durante a missa de Quarta-feira de Cinzas, o cristão é instigado a refletir sobre sua existência, pois é destacada a fragilidade do ser humano ao lembrar que todos irão virar cinzas, pois o corpo se desfaz e o que permanece é o espírito.

O período quaresmal sugere celebrar o mistério de Jesus – que veio para revelar o amor de Deus – ou seja, reviver os momentos de Cristo, desde suas dores até sua glorificação. Em relação ao tempo cronológico, o número 40 é repetido por diversas vezes na cultura judaica. Entre as passagens litúrgicas, fica em destaque os 40 anos que o povo passou em busca da terra prometida e os 40 dias que Jesus viveu no deserto em preparação à sua missão.

Neste período, a igreja estimula de maneira mais intensa o cristão a viver algumas práticas, com mais intensidade, que auxiliam no processo de conversão. Na quaresma é importante cultivar três atitudes: orar, jejuar e dar esmola como ação concreta de mudança de vida e assim estar preparado para a Páscoa em Cristo.

RENOVAÇÃO DA FÉ E CONVERSÃO – “É um período que nos convida a fazermos uma revisão da própria existência. Nós não somos indestrutíveis. Todos podem vir a adoecer. É momento de rever nossas ações, nossos comportamentos religiosos, fortalecermos nossa fé e analisarmos qual a melhor penitência para que sejamos uma pessoa melhor”, destaca o padre.

Da Redação

TOLEDO