Secretaria da Juventude prepara Fevereiro Neon

Os gestores da Secretaria de Juventude acompanharam o prefeito Beto Lunitti em uma vistoria nos dois centros da juventude (CJUs) de Toledo. Além de averiguar e tomar ciência das condições da atual estrutura, também ouviu os gestores e servidores de cada espaço e encaminhou assuntos relacionados às políticas públicas para a juventude.

“Temos que olhar o jovem não só como aquele que toca música, mas também pelo viés econômico. Aquele que quer construir uma profissão, nós temos que ser motivadores. Fazer o jovem sair do espaço onde está (na zona de conforto) e motivar ele a buscar seus sonhos profissionais, espirituais, como um todo”, explicou o prefeito durante a visita.

Ele disse que o importante é ter à disposição políticas públicas de juventude. Beto disse que o Gabinete estará à disposição para isso e só não fará aquilo que as limitações orçamentárias impedirem.

“O nosso papel é disponibilizar isso tudo, o jovem só não vai fazer parte disso se não quiser. A palavra com o jovem é confiança. Nós, enquanto poder público, confiamos no jovem. É preciso que ele tenha liberdade com responsabilidade. Isso é fundamental começarmos a fixar na cabeça das pessoas”, frisou.

RETORNO GRADUAL – A equipe de gestão está estudando o retorno gradual das atividades dos centros da juventude. “A intenção é que tenhamos atividades nos três períodos (manhã, tarde e noite) nos dois CJUs. Até então, só tinha à noite no Jardim Europa”, informou a secretária de Juventude, Jennifer Thays Chagas Teixeira.

“Estamos avaliando o melhor formato para os cursos profissionalizantes, atividades culturais e esportivas, bem como para o programa Jovens na Universidade. Em decorrência da pandemia, desde março de 2020 não há estas atividades”, informou.

Os grupos organizados terão prioridade para o retorno das atividades desde que respeitem as normas de prevenção durante as aulas. A previsão é que futsal (masculino e feminino) e natação retornem ainda em fevereiro.

FEVEREIRO NEON – A Secretaria de Juventude está em fase de estruturação da programação do “Fevereiro Neon – Em defesa da vida das juventudes”. Atividades presenciais e on-line estão previstas, sempre com grupos reduzidos por conta da pandemia.

“O objetivo é mobilizar a sociedade em geral para ter um olhar para os jovens como sujeitos de direito: pessoas que precisam acessar os serviços de saúde, educação, esportes, cultura e olhar como sujeito plural, pois são agentes de transformação social. Temos que dar visibilidade para eles”, explicou Jennifer.

Segundo ela, a programação do Fevereiro Neon está sendo construída. Entre as propostas estão rodas de conversa, divulgação de conteúdos em redes sociais, capacitação da rede de atendimento à juventude, entre outras atividades.

TOLEDO