Sest Senat entrega Cartão de Saúde do Caminhoneiro

O Ministério da Saúde firmou com o Sest Senat uma parceria institucional para a distribuição de 500 mil exemplares do Cartão de Saúde dos Caminhoneiros e Caminhoneiras à população de condutores do transporte de cargas do país.

O cartão é semelhante ao cartão da criança e da gestante, o qual conterá informações de saúde do profissional.

Em Toledo, a distribuição dos cartões é feita na unidade do Sest Senat. O gestor operacional da Unidade Euclides Antônio Heiss explica que o cartão não substituiu o cartão SUS, apenas complementa. O documento contém informações de identificação pessoal, condições crônicas prevalente, avaliação do estado de saúde, atualização do calendário vacinal, medicamentos em uso, resultados de exames, evolução de risco cardiovascular, odontograma, seção para registro de outras informações pertinentes e recomendações para cuidar melhor da saúde.

“O profissional caminhoneiro é itinerante e com esse cartão ele terá um atendimento em uma Unidade Básica de Saúde (UBS), independente do CEP de sua residência. O objetivo do cartão é que o profissional cuide da sua saúde por meio de acesso universal em tempo oportuno”, comenta.

FACILIDADE – O Cartão de Saúde dos Caminhoneiros (as) permite centralizar as informações de saúde dos motoristas em um único instrumento, uma vez que ao consultar em diversas Unidades Básicas de Saúde os seus registros podem se perder nos diferentes prontuários utilizados e dificultar o acompanhamento do histórico de sua situação de saúde.

A distribuição do cartão começou ontem (1º). Ele é entregue para o motorista que possui a carteira de habilitação categoria D e E. Em Toledo, a estimativa é entregar 3.030 cartões. “O Ministério da Saúde pretende ampliar para outras categorias de CNH mas, no momento, será entregue apenas para quem possui categoria D e E”, esclarece Heiss.

OUTROS SERVIÇOS – O Sest Senat em Toledo oferece outros serviços gratuitos aos motoristas cadastrados. São atendimentos em saúde nas áreas de odontologia, psicologia e fisioterapia ofertados aos profissionais, seus cônjuges e filhos de até 21 anos. Além disso, o Sistema oferece cursos relacionados ao transporte.

“Estamos trabalhando bastante com treinamentos utilizando o simulador para criar situações de risco, no intuito de qualificar o profissional para quando for enfrentar esse risco real na estrada, ele tenha a percepção e atuação rapidamente”, cita.

QUAIFICAÇÃO – Euclides Antônio Heiss reforça a importância desses cursos para o desempenho dos profissionais e a segurança nas estradas. Dados de uma companhia brasileira, com unidade em Toledo, e que foram repassados para o Sest Senat apontam redução no número de acidente com a qualificação dos motoristas. Em 2014, a companhia registrou 314 acidentes em todo o país. Em 2020, o número caiu para 152 acidentes nas estradas. “São números que mostram a importância de qualificar e conscientizar os motoristas”, conclui.

Da Redação

TOLEDO