Taxa de ocupação de UTI tem queda na 20ª RS; diretor pede cautela à população

A soma das taxas de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) chegou a 18,42%, ou seja, de um total de 38 leitos, sete pacientes estavam internados, de acordo com os dados apresentados pela 20ª Regional de Saúde (RS) de Toledo até às 10 horas de quarta-feira (11).

Em Toledo, a Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná (Hoesp), mantenedora Hospital Bom Jesus, possui uma capacidade de 24 leitos de UTI e cinco pacientes estavam internadas ontem. A taxa de ocupação nesta unidade hospitalar chegou a 20,83%.

Em Assis Chateaubriand, na Associação Hospitalar Beneficente Moacir Micheletto, a taxa de ocupação ficou em 14,29%, isto é, de um total de 14 leitos de UTI, dois estavam ocupados na última quarta-feira.

De acordo com o diretor da 20ª Regional de Saúde de Toledo Alberi Locatelli, a diminuição da taxa de ocupação desse leito é uma boa notícia, porém a população não deve se descuidar com as orientações das autoridades para evitar o contágio do novo coronavírus (Covid-19).

Locatelli informa que os pacientes internados em Toledo ou em Assis Chateaubriand possuem residência em um dos municípios da 20ª Regional de Saúde. Ele complementa que ao considerar a partir da data em que a Hoesp passou a contar com 24 leitos de UTI, essa é a menor taxa de ocupação registrada.

 

CREDENCIAMENTO – O Hospital Bom Jesus passou a prestar o atendimento com 24 leitos de UTI no mês de agosto deste ano. Os equipamentos foram adquiridos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e foram utilizados para a criação de oito leitos de UTI na ala Covid-19, destinada exclusivamente para pacientes suspeitos ou confirmados com a doença e que se encontravam em estado grave. Com isso, a unidade hospitalar teve um aumento de 50% em relação aos 16 que estavam sendo oferecidos.

Ao ser questionado sobre a possibilidade do Ministério da Saúde descredenciar os leitos de UTI, o diretor explica que o órgão observa a queda do número de casos e a ocupação na Macrorregião deve ficar por mais de 14 dias abaixo de 50%. “O Ministério da Saúde está renovando as portarias mensalmente. A portaria atual está prorrogada até final do mês de novembro”.

 

ORIENTAÇÕES – Apesar da diminuição dos novos casos e dos pacientes internados em leitos de enfermaria ou UTI, Locatelli solicita que a população mantenha todos os cuidados para evitar a contaminação pelo novo coronavírus e, por consequência, que os números voltem a subir. A comunidade deve evitar locais com aglomerações, lavar a mão com água e sabão, usar máscara, utilizar o álcool em gel, entre outras medidas.

O diretor salienta que o cidadão deve ter um cuidado especial no dia da eleição. “Muitas pessoas devem transitar pelos locais de votações e todos os cuidados devem ser adotados. Após cumprir com o seu dever cívico, o eleitor deve retornar para a sua residência e evitar aglomerações”, orienta Locatelli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *