Tecnologia da Informação (TI) tornou-se indispensável nos negócios

Adaptação. A palavra ganhou força ao longo do ano de 2020. O mercado mudou e a forma de fazer negócio também. Em meio a uma pandemia, as empresas precisaram se adaptar as mudanças e, a principal delas foi a utilização de tecnologias como medidas alternativas para que os negócios não parassem.

Com isso, profissionais da área de tecnologia da informação (TI), tem papel fundamental nestes novos processos de gestão. Entre as principais atividades estão o gerenciamento de dados, desenvolvimento de softwares, informática, programação, hardware e inteligência artificial, entre outras.

Para saber mais sobre a demanda por profissionais, o programa para formação de desenvolvedores júnior, do Governo do Estado do Paraná, realizou uma pesquisa no início do mês de novembro para entender o atual cenário das vagas em aberto para áreas interligadas à tecnologia da informação.

A pesquisa foi aplicada de forma online e questionou empresários do segmento sobre o número de vagas abertas para desenvolvedores e analistas de sistemas.

O resultado aponta que 63% das empresas tem disponível até cinco vagas para desenvolvedores de sistemas; 59,3% com até cinco vagas para analistas de sistemas e 55,6% até cinco vagas para demais áreas na empresa.

Portanto, o índice demonstra que há uma procura por mão de obra e em contrapartida há uma escassez de profissionais.

À exemplo de Toledo, com mais de 30 empresas da área de Tecnologia e sistemas, o município tem se tornado um polo de inovação; iniciativas públicas e privadas como Iguassu Valley Toledo, InovAcit, Pig Data, criação de startups, maratonas de hackathon, incubadoras e Parque Científico e Tecnológico de Biociências, que têm atraído cada vez mais a atenção no cenário regional e até nacional.

Com tudo isso, é necessário atrair novos talentos para a área de TI, onde os profissionais possam potencializar os negócios, colaborando com o sucesso de sistemas empresariais, deixando-os mais seguros, organizados e potentes para melhores resultados.

Segundo o diretor de Inovação da Acit, Márcio Pinheiro, não se fala mais em negócio sem se falar em tecnologia. “A utilização da ferramenta tornou-se indispensável para todos os segmentos empresariais. É mais do que necessário ter profissionais atuando nessa gestão, seja para fazer negócios, atender clientes, divulgar produtos e até mesmo na forma de trabalho interno, tendo em vista o atual cenário”, conta.

Márcio Pinheiro comenta que a demanda por profissionais se estende a outros segmentos. “Hoje, vagas na área de programação não são mais uma demanda única de empresas de desenvolvimento de software, há empresa de distintas áreas que contam com programadores internos para implementações de melhoria em produtos e negócios, então há uma grande demanda por profissionais porque todas as empresas precisam de tecnologia”, ressalta.

O diretor de Inovação, evidência ainda, como a profissão pode ser rentável. “Hoje o profissional de tecnologia tem uma remuneração superior do que a grande maioria dos profissionais. Há a possibilidade da qualificação, por meio das universidades e o objetivo é que haja crescente procura.”

A presidente do Comdet e vice-presidente da ACIT, Anaide Holzbach, menciona que a área de tecnologia oferece oportunidades de crescimento profissional, a nível Brasil e mundo. “A tecnologia é uma atividade transversal a todas as áreas, o que significa dizer que tem abrangência desde a produção no campo até a venda final de um produto acabado, passando por toda gestão das empresas.”

Anaide reforça que para bons profissionais não há desemprego. “As oportunidades estão aí e tendem a aumentar. Há muitos paradigmas ainda a serem derrubados, que são cursos difíceis, de que é uma área mais masculina, entre outros. Esses conceitos estão caindo por terra. As universidades estão cada vez mais voltadas a cursos práticos, com professores especialistas; as mulheres, assim como já aconteceu em outros cursos, estão buscando cada vez mais a profissionalização e percebendo as oportunidades da área. Deixo uma dica: garotas, venham também para a TI, junto com os garotos, a TI vai dominar o mundo”, brinca Anaide.

Para atender a demanda e oferecer a capacitação a novos profissionais, o Centro Universitário Fundação Assis Gurgacz – FAG Toledo, tem disponível o curso de Bacharel em Sistemas de Informação há 20 anos.

O coordenador do curso, Fernando Giordani, pontua que aos interessados pela área, há grande chance de empregabilidade ainda durante o período de formação. “Estamos desde 2001 formando e capacitando profissionais no curso Bacharel para que exerçam funções determinantes na área de TI em órgãos públicos e privados de Toledo e região, havendo até mesmo formandos que estão trabalhando em outros países em grandes empresas, como o ex acadêmico Thiago Felipe Festa, que trabalha na empresa LinkedIn nos EUA como Analista de Software Senior:”

O coordenador do Curso menciona a alta demanda e o objetivo em formar ainda mais pessoas, para que o mercado seja abastecido de bons profissionais. “As empresas vêm em busca de nossos alunos e na maioria das vezes não conseguimos ajudar, porque nossos acadêmicos estão todos empregados. Por conta disso, em 2021 esperamos novos alunos na FAG Toledo.”

O curso passará a ser ofertado através do Modelo Híbrido de ensino, voltado à aulas práticas e desenvolvimento de projetos.

O vestibular no Centro Universitário será realizado no dia 5 de dezembro e os interessados devem realizar as inscrições pelo site www.fag.edu.br. Após o vestibular, a FAG continua com o processo de Vestibular Agendado. Os associados da Acit têm desconto na mensalidade. Mais informações pelo telefone (45) 99123-0303.

Da Redação