Treinamento prepara volta das atividades da Cozinha Social e restaurantes populares

A Prefeitura de Toledo anunciou para a próxima terça-feira (27) o retorno dos restaurantes populares. Para preparar os servidores municipais e trabalhadores terceirizados lotados na Unidade Central de Produção de Alimentos (Cozinha Social) para a retomada dos atendimentos, nesta quarta-feira (21) foi iniciado um treinamento, no Centro Cultural Ondy Hélio Niederauer, envolvendo aproximadamente 100 colaboradores, abordando temas como segurança no trabalho e os protocolos sanitários vigentes. O retorno dos restaurantes populares acontecerá de forma gradativa e com o valor único da refeição fixado em R$ 4,00. 

Nesta primeira etapa reabrem as unidades do Jardim Europa, do bairro São Francisco, da vila Boa Esperança e do Jardim Coopagro. “Após, teremos a retomada dos trabalhos no Jardim Panorama II e na Vila Paulista, e, por último, no Jardim Gisela”, explica o diretor da Cozinha Social, Luiz Bazei, lembrando que o valor único visa oferecer igualdade de acesso para todas as pessoas. Além dos restaurantes, a alimentação produzida na Cozinha Social atende a merenda escolar, os programas sociais e os eventos que necessitam de suporte alimentar, como lanches e demais situações – tudo produzido com a supervisão de cinco nutricionistas. 

O retorno dos restaurantes populares, de acordo com o vice-prefeito Ademar Dorfschmidt, representa saúde para a população. Os alimentos fornecidos oferecem uma alimentação balanceada e com valor acessível. “Recebemos muitas ligações, muitos questionamentos, porque as pessoas não sabem todo o processo que envolveu a reforma da Cozinha Social. Foi um trâmite demorado, a empresa contratada não deu continuidade à obra. Precisamos retomar com a Emdur [Empresa do Desenvolvimento Urbano e Rural] e finalmente conseguimos concluir as intervenções e oferecer de novo para a população refeições saudáveis preparadas com zelo e saudável”, relata.

Já o prefeito Beto Lunitti destacou a importância do momento. Conforme o gestor municipal, a retomada das atividades da Cozinha Social, além de oferecer uma alimentação saudável, fortalece diversos setores, em especial a agricultura familiar, que fornece parte da matéria-prima. “É algo que vai além de simplesmente servir um prato de comida, é a economia girando, são as famílias dos pequenos produtores fornecendo seus produtos, são vocês manipulando com carinho esses alimentos, os motoristas distribuindo as refeições. É a economia a favor da vida”, comenta. O evento contou também com a presença do secretário de Administração, Mauri Refatti. 

Os restaurantes populares também seguirão as medidas restritivas em relação à Covid-19 previstas no Decreto nº 184/2021.

Chamamento de fornecedores

O diretor da Cozinha Social, Luiz Bazei, reforça a necessidade de os produtores rurais interessados em fazer o cadastro para o fornecimento de matéria-prima para a produção de alimentos. Divididos em sete grupos – carnes, laticínios, legumes, massas, panificados, tubérculos e raízes, e verduras e temperos – o Chamamento Público para Credenciamento nº 003/2021 prossegue até 9 de agosto e deve ser realizado na própria sede do órgão (Avenida Maripá, 7001) em horário comercial (de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h).

Da Prefeitura de Toledo-PR