Verão pode ocasionar ataques de enxames de abelhas

Um enxame raramente apresenta risco à população. No entanto, no período mais quente do ano, as colmeias ficam mais populosas e as abelhas podem ter um comportamento agressivo caso sintam alguma ameaça à moradia delas, causada por barulho ou vibração de solo. Por isso, podem atacar.

O presidente da Associação de Apicultores de Toledo (ApiToledo) Antônio Lauermann recomenda que em caso de contato com colmeias ou aglomerados de abelhas em troncos de árvores ou beiradas de casas é chamar profissionais. Ele explica que geralmente, nesta época do ano, existe a falta de florada, dependendo da região. O clima nublado ou com previsão de chuva também interfere na condição da abelha. “Às vezes, ela também está defendendo o alimento que tem na colmeia. Por esse motivo, o enxame fica agressivo”.

Ele revela que em um determinado dia da semana passada foi trabalhar com as abelhas e elas estavam agressivas. “Todo o cidadão deve ter cuidado para evitar acidentes”.

Lauermann orienta que o apicultor que inicia na atividade ou alguém que não possui muita experiência deve manter a atenção e também cuidar com o horário que vai lidar com a abelha. “Muitas pessoas desconhecem o perigo ao trabalhar na colmeia”.

RISCO – O apicultor enfatiza que todo o cidadão deve ter o máximo de cuidado ao transitar próximo de uma colmeia. “Assim, é possível evitar acidente. Em alguns casos, as abelhas se alojam nas residências. A orientação é solicitar para um profissional fazer a retirada delas para evitar danos futuros”.

Conforme Lauermann, quem não possui colmeia ou não entende da atividade deve buscar por orientação de alguém com experiência na área. “Assim, nós conseguimos evitar graves acidentes com a população”.

ORIENTAÇÕES – As recomendações são:

– Afastar-se da colmeia o mais rápido possível;

– Quando já estiver protegido, socorra quem estiver sendo atacado com uma coberta ou algo parecido a uma distância segura, onde já não se observem abelhas sobrevoando;

– Se a vítima receber grande número de picadas, chame o serviço de emergência médica;

– Independentemente do número de ferroadas e se apresentar desconforto deve procurar atendimento médico imediato.

Da Redação

TOLEDO