Novo programa de apoio à propriedade intelectual terá foco no mercado

Transferir os resultados das pesquisas acadêmicas para o mercado a fim de gerar desenvolvimento econômico e social para o Paraná. Esse é o objetivo do Prime, programa de apoio à propriedade intelectual, com foco no mercado, que será lançado pelo Governo do Estado nesta quinta-feira (10), durante a programação da 2ª Semana de Inovação do Paraná.

Além do Prime, serão lançados editais dos programas Tecnova e Startup Match. O investimento do Governo nos três programas é de R$ 10,55 milhões.

Idealizado pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o Prime vai apoiar os titulares de patentes na transformação de invenções com potencial de mercado, por meio da formalização de empresas e do licenciamento ou da transferência tecnológica. 

Segundo o superintendente geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Nelson Bona, o objetivo é incentivar a criação de empresas inovadoras, fomentando a cultura empreendedora na comunidade universitária.

“A ideia é estimular habilidades e competências empreendedoras no ambiente de aprendizado das universidades, adotando o empreendedorismo como estratégia de negócio, para apoiar novas soluções tecnológicas no território paranaense”, afirma o superintendente.

O coordenador de Ciência e Tecnologia da Superintendência Geral, Paulo Renato Parreira, diz que há a possibilidade de criação de, no mínimo, 20 empresas de base tecnológica por ano. “O desenvolvimento da cultura empreendedora entre os pesquisadores pode resultar em produtos, serviços, design e processos disruptivos e inovadores, com aprimoramento tecnológico”, afirma.

ESTADUAIS – Inicialmente, o Prime vai contemplar pesquisadores, estudantes, professores e agentes universitários, vinculados às instituições estaduais de ensino superior: universidades de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste), do Centro-Oeste (Unicentro), do Norte do Paraná (UENP) e Estadual do Paraná (Unespar).

A expectativa é lançar outras edições, a partir de 2021, envolvendo as demais instituições de ensino superior e instituições de pesquisa científica e tecnológica (ICT) do Paraná. Além da Fundação Araucária, o novo programa conta ainda com a parceria do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Paraná (Sebrae/PR).

ETAPAS – O Prime será estruturado em etapas, com inscrição e seleção de propostas, via chamamento público. Uma vez aprovados, os projetos receberão mentoria e acompanhamento, passando por fases classificatórias (viabilidade, mercado, demo day e pré-aceleração), conforme os critérios de julgamento estabelecidos em edital.

SEMANA DE INOVAÇÃO – Realizada pelo Governo do Estado do Paraná, a Semana da Inovação iniciativa tem como objetivo promover o ecossistema de inovação, por meio de networking e entretenimento online totalmente gratuito.

Neste ano, devido à pandemia do novo coronavírus, o evento foi pensado em novo formato, a fim de oferecer uma experiência totalmente digital, com conteúdos de qualidade e oportunidades de negócios para startups, empreendedores, investidores, além de pessoas que buscam conhecimento na área de inovação.

Iniciada segunda-feira (7), a 2ª Semana de Inovação do Paraná segue até este sábado (12). Para conferir a programação, acesse semanadeinovacao.pr.gov.br.

Da AEN