‘Ajudei a provar que funk não é coisa de marginal’, diz Ludmilla

Ludmilla lançou nesta quinta-feira, 12, seu novo single Rainha de Favela em todas as plataformas digitais, após apresentar a música pela primeira vez durante sua performance no Prêmio Multishow, realizado na noite de ontem, 11.

Com o intuito de fazer uma reverência às artistas precursoras do funk no Brasil, a cantora chamou Taty Quebra Barraco, Valesca Popozuda, MC Kátia A Fiel e MC Carol de Niterói para participarem do clipe que foi gravado na Rocinha, no dia 5 deste mês.

“O funk tem raiz, eu queria honrar as mulheres que estiveram aqui antes de mim, que quebraram tabus, barreiras e quebraram a cara para hoje eu estar fazendo um funk mais pop, mais aceito, que vai em qualquer lugar e todo mundo dança”, disse Ludmilla em coletiva de imprensa virtual.

Ela revelou ainda que se inspirou não só nas pioneiras do funk, mas também em todas as rainhas das comunidades. “Mulheres empoderadas da favela, guerreiras, que lutam, que cuidam dos seus filhos sozinhas e que venceram na vida.”

Além de ter as convidadas do clipe como inspiração, a artista, que em setembro foi consagrada como a primeira mulher negra latina com 1 bilhão de streams no Spotify, também acredita que serve de inspiração para outras pessoas.

“Eu também ajudei expandindo o funk para outro público, para televisão e para pessoas mais elitizadas. Para provar para eles que funk não é coisa de marginal e que você pode ser quem você é (…) Eu sou feliz assim, cantando o que eu vivo e isso inspira as pessoas a saírem da redoma. Sei que servi de inspiração para muita gente”. Confira abaixo o clipe de Rainha da Favela:

Clique aqui

Gravação do audiovisual de ‘Numanice’ já tem data marcada

Sobre projetos futuros, Ludmilla também revelou em primeira mão que na próxima quarta-feira, 18, ela irá começar a gravar o tão esperado projeto audiovisual de seu EP de pagode Numanice que, segundo ela, contará com uma nova canção .

“Estou em um amadurecimento de carreira, sei quem eu sou, me permito fazer novas coisas. Inclusive, dia 18 gravo o audiovisual de Numanice, com várias participações especiais e música nova”, disse ela.

Numanice surgiu após a cantora postar um desafio no seu Twitter em outubro do ano passado. “Se eu vencer na categoria Melhor Cantora no Prêmio Multishow, eu lanço um EP de pagode. Agora é com vocês”. Depois de ganhar o prêmio, ela cumpriu com a promessa e lançou o EP com seis faixas em 24 de abril deste ano.

Já agora, na edição de 2020, Ludmilla conquistou mais um troféu do Prêmio Multishow: Melhor Música com a canção Verdinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *