Após 20 anos longe dos palcos, Myrian Rios retorna com história bíblica

Vai levar um bom tempo para que o impacto da pandemia nas artes cênicas seja contabilizado. As estreias que não aconteceram, os prêmios que deixaram de celebrar espetáculos e os talentos que não subiram no palco.

Para a atriz Myrian Rios, o encontro continua necessário. Neste sábado, 9, a atriz retorna ao teatro com o monólogo Rainha Ester, a Escolhida por Deus para Salvar o Povo Judeu, no Teatro West Plaza. “Muitas pessoas continuam indo à praia, a eventos. No teatro, há condições seguras, talvez mais que um supermercado”, conta a atriz ao Estadão.

Personagem do antigo testamento bíblico e figura central da festa judaica Purim, Ester conspirou contra o ministro do rei Xerxes – ou Assuero – contra um decreto que autorizava a execução de todos os judeus persas, o seu povo. Curiosamente, é o único livro da Bíblia que não faz menção ao nome de Deus.

Católica praticante, Myrian aceitou com surpresa e encantamento a sugestão do diretor Rogério Fabiano para interpretar a heroína. “Ele não conhecia muito bem a história, mas eu já sabia da importância dela. Com Cyrano Rosalem, pesquisamos outras versões que pudessem dar mais força para a saga dessa mulher corajosa.”

Na trama bíblica, Ester se torna candidata, entre tantas, ao harém do rei para substituir a antiga rainha Vasti. Aconselhada pelo primo Mordecai, a jovem decide esconder sua identidade judia temendo condenação e acaba por encantar Xerxes com sua beleza. Na pré-estreia do espetáculo, no ano passado, Myrian lembra que as condições sanitárias da pandemia criaram um novo desafio para a interpretação na sessão presencial. “Lembro que precisou buscar um pouco mais de foco, diante da plateia vestindo máscara. Foi estranho e angustiante ao mesmo tempo.”

Com a instabilidade do setor cultural na pandemia, a atriz preferiu apostar em 2021, com uma temporada que vai até 28 de fevereiro, seguindo os protocolos de segurança e lotação de 30% do espaço. “Outra solução é gravar o espetáculo e tornar disponível para o público.”

Um desafio que também se estende é na televisão. No ano passado, Myrian esteve no elenco de As Aventuras de Poliana, no SBT, novela que “teve sorte”, segundo ela, durante a quarentena. “Terminamos de gravar no fim de 2019, ou seja, a novela ficou inédita durante muito tempo em 2020.” Há planos de a produção ganhar uma nova temporada na emissora ainda neste ano, contou a ex-deputada estadual no Rio de Janeiro.

Quando se fala em política, a atriz confessa que se decepcionou um pouco durante seu mandato, realizado entre 2011 e 2015. “Achei muito difícil levar projetos adiante”, conta. “O político gasta mais tempo resolvendo problemas dele e do partido do que se preocupando com o povo.”

Outro tema que a atriz conhece bem de perto é a covid-19. Em junho do ano passado, Myrian se preparava para realizar uma cirurgia quando testou positivo em um dos exames realizados. “Fiquei surpresa porque não tive nenhum sintoma. Nem febre ou dificuldades respiratórias. Mais tarde, percebi a perda de olfato e paladar.”

A solução foi cancelar a cirurgia e aguardar sua pronta recuperação. Com os recentes anúncios de vacinação em São Paulo, onde mora, a atriz não se mostrou animada com a possibilidade de se imunizar. “Ainda não sei de muita coisa, como muita gente, mas não costumo tomar vacinas, sou vegetariana, tenho boa saúde. Mas acho que tem que ter vacina para todos. Mas também não concordo que seja obrigatória.”

Além do monólogo bíblico, Myrian planeja outras três estreias para este ano. Ela deve viver a rainha Cleópatra, uma versão do livro Você é Insubstituível, do escritor Augusto Cury, e o espetáculo jovem Poliana e o Jogo do Contente.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.