Balé de Genève: Quebra-Nozes ganha versão inspirada em Tim Burton

O famoso balé Quebra-Nozes, em uma surpreendente versão, será o espetáculo final do projeto Digital Dellarte, apresentado no dia 17 de dezembro pelo Ballet du Grand Théâtre de Genèveàs 19h30 no canal Youtube DellArteSolucoes. Antes da apresentação online, uma entrevista com Jeroen Verbruggen, coreógrafo da companhia.

Criado em 1960, o Ballet du Grand Théâtre de Genève explora a pluralidade da dança dos séculos XX e XXI. Sob direção de Philippe Cohen, a companhia é integrada por 22 bailarinos de formação clássica e possui numerosas releituras de grandes clássicos do balé. O coreógrafo Jeroen Verbruggen oferece, no espetáculo O Quebra-Nozes, uma visão original da obra-prima de 1892.

Com trilha original de Tchaikovsky, a apresentação é contextualizada em um ambiente barroco, apresentando Marie, uma jovem intrigada por sua feminilidade, e Drosselmeyer, um senhor leal que esconde em si o príncipe que Marie deve libertar. Através de uma dança cheia de reviravoltas e virtuosidade, o coreógrafo promete transportar o público para um mundo onde a negligência beira a frivolidade e as personagens apelam às nossas almas infantis.

Verbruggen explica como revolucionou este espetáculo e as formas que o retrocedeu: “Em nossas primeiras reuniões técnicas, quando eu tinha que explicar o que eu faria disse que esse Quebra Nozes não teria árvore de Natal, não iria nevar, que são todos os elementos que as pessoas normalmente querem ver neste balé. Depois expliquei que iríamos reinventá-lo. Então ele se transformou em algo que você pode encaixar a história em qualquer época do ano. E ele se tornou algo mais como um pesadelo sombrio, algo parecido com o filme do Tim Burton ou ‘O Estranho Mundo de Jack’, que é sombrio, mas também é bastante festivo”, promete.

Da Assessoria