Boi é personificado em solo de dança

De 10 de fevereiro a 10 de março acontece no YouTube a apresentação do espetáculo “Urrou”, um solo de Dança Contemporânea premiado em todo o país e protagonizado pela experiente Mônica Alvarenga.

Corporificando o arquétipo da figura mitológica e totêmica do Boi, “Urrou” é um manifesto ritualístico poético e político que metaforiza o reencontro com o corpo, cultura e ancestralidade. Mônica personifica o Boi representando os conflitos que surgem do solitário papel de nossa raça. O público vê, refletido no espelho da tragicomédia, um personagem que luta.

“Urrou” mergulha numa dramaturgia corporal híbrida produzida na sala de ensaio a partir de estudos dos Fatores de Movimento desenvolvidos por Rudolf Von Laban. Pesquisas cênicas com múltiplos estímulos físicos oriundos das danças Bumba Meu Boi, Terecô, Butoh e Dervixes também fazem parte da concepção do espetáculo.

Com mais de 20 prêmios em festivais de todo o país e apresentações em Córdoba, Argentina, “Urrou” vai além do espetáculo e oferece ao público gratuitamente oficinas e encontros que visam o compartilhamento de conhecimentos de técnicas contemporâneas de dança, circulação de um espetáculo, formação de plateias e conexões com mestres da cultura popular brasileira. Todo o projeto acontecerá virtualmente com links que serão disponibilizados em plataformas como Instagram, Facebook e YouTube. As inscrições para os encontros já estão abertas.

Atividades gratuitas:

*Residência Bumba Meu Ápis: Mônica Alvarenga

Dias: 15, 17, 22 e 24 de fevereiro das 18h às 21h

Público: Maiores de 12 anos

*Oficina de confecção de Boi e Burrinha: Ederson Cleiton

Dias: 13 e 20 de fevereiro das 09h às 13h

Público: Maiores de 16 anos

*Oficina Bumba Meu Boi: Cláudia Regina Avelar

Dias: 11, 18, 25 de fevereiro e 04 de março das 19h às 21h

Público: Maiores de 12 anos

Serviços:

Urrou

De 10 de fevereiro a 10 de março de 2021

Horário da estreia: 20h00

Canal YouTube: shorturl.at/axP56

Inscrições para os cursos: https://linktr.ee/Urrou

Direção: Ederson Cleiton

Criação coreográfica e Intérprete: Mônica Alvarenga

Iluminação: Ederson Cleiton

Trilha sonora: Mônica Alvarenga e Escola Satori de Música

Cenário: Ederson Cleiton

Maquiagem: Mônica Alvarenga

Figurino: Tainara Dutra

Operador de som e luz: Ederson Cleiton

Técnico: Ederson Cleiton

Produção: Mônica Alvarenga

Da Assessoria