Dia dos Namorados: O amor está no ar, no mar e nas ondas dos surfistas

Neste sábado, 12, é comemorado o Dia dos Namorados no Brasil. Ainda que nem todos os atletas estejam no país, devido aos compromissos da agenda de competições, alguns surfistas da World Surf League (WSL) falam da melhor onda surfada por eles: a onda do amor. O bicampeão mundial Gabriel Medina, prestes a disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio, não poupa elogios à Yasmin Brunet; o surfista de ondas gigantes Lucas Chianca, mais conhecido como Chumbo, conta de sua paixão por Monise Alves; já seu irmão João Vitor Chianca, o Chumbinho, atual campeão sul-americano no WSL Qualifying Series, fala de sua parceria bem-sucedida com a namorada – a também surfista profissional Summer Macedo. Em comum os três casais começaram seus relacionamentos há pouco mais um ano e vivem a melhor fase de paixão e cumplicidade.

Gabriel Medina e Yasmin Brunet – A história do atual líder do Championship Tour 2021 e da modelo carioca começou pouco antes da pandemia em 2020, quando os dois se encontraram em São Paulo. Depois disso, não desgrudaram mais. Passaram todo o isolamento juntos em Maresias, São Sebastião (litoral norte paulista), até se casarem em uma cerimônia intimista no Havaí (EUA), em dezembro. “O que mais admiro na Yasmin é o seu coração. É a pessoa mais irada que já conheci. Aprendi a amar de verdade, a respeitar, a me importar com quem está ao lado. Deixá-la feliz e orgulhosa é minha maior satisfação”, diz Medina. Yasmin o acompanhou de março a maio (2ª a 5ª etapas do CT), durante a perna australiana do campeonato, quando o atleta da elite mundial venceu duas etapas (Rip Curl Narrabeen Classic apresentado pela Corona e Rip Curl Rottnest Search apresentado pela Corona) e foi para final em três delas: “Ela cuidou de mim, fez tudo para eu me sentir bem e focado na competição. Sem ela não teria sido como foi, é sempre importante ter alguém assim ao lado, que agregue.”

“Admiro muito o Gabriel e ver essa admiração vindo de outras pessoas, por todos os lugares que passamos, é mágico. Acho muito linda a forma como ele inspira as pessoas. É incrível”, afirma Yasmin. “Ele é focado, determinado, decidido, tem personalidade, faz o que quer sem se importar com o que vão pensar, sensível, carinhoso, atencioso e companheiro. É tudo isso e muito mais”, ela se rasga em elogios ao marido. Sobre viver com um bicampeão mundial e se adaptar à rotina de viagens e competições, Yasmin diz que está tirando de letra. “Amo estar com ele. É meu melhor amigo e uma excelente companhia. Estar na Austrália ao seu lado esses meses foi maravilhoso. Foi minha primeira vez lá e amei. Não poderia ter sido melhor e iria para qualquer lugar com ele”, diz. Neste sábado, vão passar a data juntos na Califórnia (EUA) e pretendem comemorar com um bom jantar.

Lucas Chumbo e Monise Alves – Outra história de amor que teve início em 2020 é entre o big wave surfer com a advogada carioca. Se conheceram em um camarote do pré-Carnaval no Rio de Janeiro, semanas antes da pandemia chegar ao Brasil. “A Monise é meu porto seguro e minha melhor companhia para tudo. Ela é carinhosa, amorosa, companheira, engraçada e tagarela. Me dá segurança e me mantém no foco. Com ela me sinto mais forte”, diz Chumbo, campeão do Nazaré Tow Surfing Challenge 2020, torneio promovido pela WSL. Atleta de Saquarema (RJ), ele também é – entre outras conquistas – Campeão do Big Wave Tour Nazaré Challenge 2018 e do Best Perfomance Overall XXL 18/17.

Monise admira o amor do Chumbo pelo surfe. “Lucas é muito carinhoso, brincalhão, amoroso e parceiro. Gostamos de fazer tudo juntos. Já a versão atleta é um mix de loucura, explosão e preocupação para que saia tudo perfeito dentro da água. É lindo de ver o amor dele pelo surfe”, ela ressalta, mas ao mesmo tempo conta como é viver em uma montanha-russa de emoções, sempre em busca do melhor swell, ondas formadas durante tempestades oceânicas. “Da noite para o dia os planos podem mudar, caso apareça um swell. No nosso último Reveillon, até o dia 30 de dezembro seria no Brasil e, na última hora, acabamos passando a virada no avião a caminho de Mavericks (Califórnia)”, conta. E Chumbo brinca sobre o Dia dos Namorados: “O importante é estarmos juntos. Vou torcer para não ter um swell bem no dia, caso contrário, comemoraremos na praia!”

João Vítor Chumbinho e Summer Macedo – Após conquistar o título sul-americano da WSL Latin America, em 2019, do Qualifying Series, João “Chumbinho” segue em busca de uma vaga na elite mundial, mas já conquistou uma vaga no coração da surfista radicada em Maui (Havaí), Bianca Summer Macedo. “Estamos juntos há pouco mais de um ano e tudo começou na Austrália. É bem legal namorar uma surfista profissional porque compartilho muito da minha vida com ela”, diz Chumbinho. “Summer é uma menina totalmente diferente quando está dentro d’água. Fora é muito meiga, doce e, às vezes, indecisa. Já dentro d’água toma suas próprias decisões com bastante atitude e maturidade”, considera.

No ano passado, Summer passou vários meses no país, sobretudo em Saquarema, e surfou bastante com os irmãos Chianca. “Amei estar no Brasil e pude experimentar todas as ondas do Rio e Saquarema com o João e o Lucas. Foi muito gratificante ver como eles treinam e a paixão de ambos pelo surfe”, elogia. “João é muito inspirador para mim e adoro aprender com ele. Agradeço por poder compartilhar o amor pelo oceano e pelo surfe também. É meu amor, meu amigo e parceiro em todas as coisas!”

Sobre o Dia dos Namorados, o casal não estará junto na data. “Viajarei para o Equador justamente no sábado, por isso estou triste, mas vou encontrá-lo lá e comemoraremos juntos depois”, explica. “Ela tem passado bastante tempo no Brasil, então o certo é que eu estenda minha próxima temporada havaiana um pouco mais para compensar”, finaliza Chumbinho.

Da Assessoria