Elza Soares trabalhou até as vésperas da morte e deixou músicas inéditas

A cantora Elza Soares trabalhou até as vésperas de sua morte, ocorrida nesta quinta-feira, dia 20, no Rio de Janeiro, e deixou vários trabalhos prontos. O legado inclui um disco de músicas inéditas e ainda um DVD de memórias, com grandes sucessos de sua carreira, segundo confirmaram os empresários da artista. Há ainda pelo menos um documentário em produção sobre sua vida e obra.

O disco de músicas inéditas estava sendo gravado desde o fim do ano passado no estúdio Tambor, da gravadora Deck, no Rio. Tem produção de Rafael Ramos, que já tinha acompanhado a cantora em outros trabalhos. As músicas inéditas, segundo pessoas próximas à artista, versam sobre a atual crise política brasileira. A previsão é de que seja lançado ainda este ano.

O DVD de memórias foi gravado nas últimas segunda e terça-feiras, no Teatro Municipal de São Paulo. Foram dois dias de gravação, sem público, em que a cantora fez novos registros de 16 grandes sucessos de sua carreira. O lançamento estava originalmente previsto para março deste ano.

Cenas gravadas no Teatro Municipal no início desta semana estarão também em um documentário sobre a vida da cantora que está sendo produzido para a Globoplay. Elza Soares morreu nesta quinta, aos 91 anos, em sua casa no Rio. O velório da artista ocorre no Theatro Municipal da capital.